quarta-feira, 14 de junho de 2017

Aderências abdominais - Causas, sintomas e tratamento

Aderências abdominais causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Aderências abdominais são faixas de tecido cicatricial fibroso que se formam nos órgãos no abdômen, fazendo com que os órgãos se prendam uns aos outros ou à parede do abdômen. 

Causas de aderências abdominais

Em pessoas que vivem em países desenvolvidos, este tecido cicatricial desenvolve-se mais comumente após uma cirurgia abdominal, em que os órgãos são manuseados pela equipe cirúrgica e são deslocados temporariamente das suas posições normais. Aderências abdominais também se podem formar em pessoas que desenvolvem peritonite, uma infecção que se espalha para a membrana que cobre os órgãos abdominais. Peritonite, geralmente ocorre depois de apendicite ou de outra infecção abdominal. Outra causa de aderências inclui a endometriose, uma condição inflamatória que afeta algumas mulheres e que pode envolver trauma abdominal sério.

Na maioria dos pacientes, as aderências não causam problemas de saúde. No entanto, num pequeno número de pessoas que têm aderências, as faixas de tecido fibroso da cicatriz bloqueiam os intestinos completamente ou parcialmente. Este bloqueio é chamado de obstrução no intestino, e conduz à morte em cerca de 5% dos casos. Por vezes, uma área de intestino que seja afetada por aderências pode manter-se bloqueada, e em seguida, desbloquear-se, causando sintomas que aparecem e desaparecem. Em cerca de 10% das obstruções do intestino delgado, uma parte dos intestino fica firme em torno de uma banda de aderências. Isto corta o fornecimento de sangue normal ao intestino torcido, causando o que é chamado de "estrangulamento", em que a secção do intestino começa a morrer. Quando esta emergência acontece, a pessoa deve ser levada imediatamente para uma cirurgia. A taxa de mortalidade é de cerca de 37% em pessoas que desenvolvem estrangulamento.
As aderências são bastante raras em pacientes que nunca foram sujeitos a cirurgia abdominal. Em pessoas que foram sujeitas a múltiplas cirurgias abdominais, as aderências são comuns.

Sntomas de aderências abdominais

Na maioria das pessoas, estras aderências não causam quaisquer sintomas. As aderências que bloqueiam parcialmente o intestino ao longo do tempo podem causar ataques intermitentes de cólica com dor abdominal.
Obstrução intestinal mais significativa pode causar os seguintes sintomas:
Se o intestino ficar estrangulado, geralmente, as pessoas desenvolvem dor abdominal grave. O abdômen fica distendido e macio ao toque, mesmo levemente. Normalmente, pessoas com intestino estrangulado também desenvolvem sinais de doença sistêmica, como febre, ritmo cardíaco acelerado e baixa pressão arterial.


Diagnóstico para aderências abdominais

O seu médico irá examiná-lo, com especial atenção para o seu abdômen. Ele também irá examinar o seu reto. Se você for uma mulher, o seu médico fará um exame pélvico. Para encontrar mais provas para determinar o diagnóstico, o médico irá solicitar exames de sangue e raios-X do seu peito e abdômen. Nalgumas pessoas com suspeita de obstrução intestinal ou estrangulamento, o diagnóstico pode ser confirmado apenas no momento da cirurgia abdominal.

Tratamento para aderências abdominais

Obstruções do intestino delgado que sejam causadas por aderências requerem cirurgia em quase todos os casos. Em casos de obstrução intestinal parcial ou obstrução completa do intestino, sem sintomas graves, a cirurgia pode ser atrasada durante 12 a 24 horas para permitir que um paciente desidratado possa receber fluidos por via intravenosa (numa veia) antes da operação. Neste caso, um pequeno tubo de sucção que se estende através do nariz para dentro do estômago, pode ser usado para evitar inchaço adicional e para aliviar a dor e as náuseas. Quando as aderências intestinais causam estrangulamento, torna-se necessário implementar uma cirurgia abdominal imediata para remover as aderências de modo a que o fluxo de sangue para o intestino possa ser restaurado.

Prevenção para aderências abdominais

Não existe nenhuma forma de evitar aderências. Este problema é uma das razões pelas quais os médicos apenas recomendam a cirurgia abdominal somente quando esta se torna necessária. Se você for sujeito uma cirurgia abdominal, o cirurgião pode minimizar o risco de aderências usando uma técnica cirúrgica delicada.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL