segunda-feira, 12 de junho de 2017

Olhos lacrimejantes - Causas e tratamento

Olhos lacrimejantes causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Olhos lacrimejantes ocorrem quando se produzem muitas lágrimas ou quando estas não conseguem escorrer de modo normal.
O problema pode afetar qualquer pessoa, mas é mais comum em bebês jovens e pessoas com mais de 60 anos. Olhos lacrimejantes podem causar visão turva, pálpebras doloridas e olhos pegajosos.
Consulte o seu médico ou oftalmologista se notar lacrimejamentos persistentes dos olhos ou quaisquer caroços ou inchaços ao redor dos olhos.

Causas de olhos lacrimejantes

A principal causa do lacrimejamento dos olhos é um problema com as glândulas.
Normalmente, as glândulas nas pálpebras (glândulas meibomianas) secretam uma substância oleosa que retarda a evaporação das lágrimas entre o piscar dos olhos.
Quando estas glândulas não funcionam adequadamente, esta condição é conhecida como disfunção da glândula meibomiana, podendo resultar em manchas secas nos olhos. Estes tornam-se doridos, e as lágrimas extras são produzidas como um reflexo. Esta é a causa mais provável de olhos lacrimejantes.
Outros problemas que podem causar produção excessiva de lágrimas podem incluir:
  • Flacidez da pálpebra inferior do olho (ectrópio), o que torna difícil para as lágrimas alcançar os dutos de drenagem
  • Pálpebras que rolam para dentro (entrópio)
  • Inflamação das bordas das pálpebras (blefarite)
  • Ductos lacrimais bloqueados ou estreitos
  • Irritação dos olhos
  • Uma infecção ocular, tal como conjuntivite
  • Uma alergia


Diagnóstico para olhos lacrimejantes

Olhos que se tornam lacrimejantes ou olhos com lágrimas é uma condição bastante fácil de diagnosticar por um clínico geral, médico de cuidados primários ou qualquer médico. O médico irá tentar descobrir se a situação foi causada por uma lesão, infecção, entrópio ou ectrópio.
Se o médico não poder determinar claramente a causa da condição, o paciente pode ser encaminhado para um médico especialista em cuidados com os olhos (oftalmologista). O especialista irá examinar os olhos do paciente, e geralmente, o paciente será anestesiado.
Uma sonda pode ser inserida para dentro dos canais estreitos de drenagem no interior do olho (canalículos) para verificar se estes se encontram bloqueados.
O líquido pode ser inserido num canal lacrimal para saber se sai para fora do nariz do paciente. Caso se verifique que o canal lacrimal se encontra bloqueado, um corante pode ser injetado para encontrar a localização exata do bloqueio, o que irá ser feito usando uma imagem de raios-X da área, e o corante aparecerá no raio-X.

Tratamento para olhos lacrimejantes

O seu médico poderá encaminhá-lo para um optometrista para um exame, se nenhuma razão óbvia para o seu lacrimejamento for encontrada.
Se necessário, você pode, então, ser encaminhado para um oftalmologista, para uma investigação mais aprofundada.
Um oftalmologista irá procurar por bloqueios nos seus canais lacrimais, usando um anestésico local através de gotas nos olhos, para ajudar a reduzir qualquer desconforto. Isto envolve a inserção de uma pequena sonda nos canais de drenagem, no interior da pálpebra, para determinar se elas estão bloqueadas. Certos fluidos também podem ser injetados no canal lacrimal, para verificar se elas saem normalmente.
Outro teste envolve a colocação de uma gota de tinta especial em cada olho. Se houver uma quantidade significativa a deixar os seus olhos após cinco minutos de um piscar de olhos normal, os seus canais lacrimais podem estar bloqueados.
Por vezes, Imagens dos canais lacrimais podem ser necessárias. Estas podem envolver a injecção ou a colocação de corantes especiais nos canais lacrimais e, em seguida, tomar raios-X ou outros exames para ajudar a identificar a localização do bloqueio.

Se você estiver a produzir excessivas lágrimas, como resultado da síndrome do olho seco, você pode ter de utilizar lubrificantes colírios e ser aconselhado a evitar atividades que agravem os sintomas.
Medicação poderá ser necessária, se a causa for uma alergia ou infecção, e uma cirurgia pode ser necessária se um ducto lacrimal estiver bloqueado.

Se os olhos lacrimejantes não estiverem a interferir com a sua vida, você pode optar por não recorrer ao tratamento.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL