segunda-feira, 10 de abril de 2017

Rinite alérgica - Causas, sintomas e tratamento

Rinite alérgica causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A rinite alérgica, também chamada de febre do feno, provoca sinais gripais e sintomas como nariz a escorrer, coceira nos olhos, congestão nasal, espirros e pressão no sinus. Mas a rinite alérgica não é causada por um vírus, mas antes tendo como causa uma reação alérgica a alérgenos exteriores ou interiores, como o pólen, os ácaros da poeira ou pequenas manchas de pele e saliva derramadas por gatos, cães e outros animais com pelo ou penas (pelos de animais).
A rinite pode afetar o seu desempenho no trabalho ou na escola e geralmente interfere com a sua vida normal. Mas você pode aprender a evitar os gatilhos e encontrar o tratamento correto.

Sintomas de rinite alérgica

Sinais e sintomas desta condição podem incluir:
  • Coriza e congestão nasal
  • Olhos vermelhos, lacrimejantes e coceira nos olhos (conjuntivite alérgica)
  • Espirros
  • Tosse
  • Comichão no nariz, céu da boca ou garganta
  • Pele inchada
  • Gotejamento pós-nasal
  • Fadiga

Causas de rinite alérgica

Quando você tem rinite alérgica, o seu sistema imunológico identifica uma substância inofensiva no ar como prejudicial. O seu sistema imunitário, em seguida, produz anticorpos para esta substância inofensiva. A próxima vez que você entrar em contato com a substância, estes anticorpos sinalizam o sistema imunitário para liberar produtos químicos, como a histamina, na sua corrente sanguínea, o que causa uma reação que leva aos sinais e sintomas da rinite alérgica.

Diagnóstico para rinite alérgica

O seu médico irá realizar um exame físico, tomar uma história médica e possivelmente, irá recomendar um ou ambos dos seguintes testes:
  • Teste cutâneo. Você poderá verificar uma reação alérgica depois de pequenas quantidades de material serem aplicadas na pele do seu braço ou parte superior das costas, que podem desencadear alergias. Se você for alérgico, você desenvolve uma elevação (erupção) no local desse alérgeno. Geralmente, os especialistas de alergias estão melhor equipados para realizar testes cutâneos de alergia.
  • Exame de sangue para alergia. Uma amostra de sangue será enviada para um laboratório para medir a resposta do sistema imunitário a um alérgeno específico. Um teste chamado RAST, mede a quantidade de anticorpos que causam alergia no seu sangue, conhecidos como anticorpos imunoglobulina E (IgE).

Tratamento para rinite alérgica

É melhor limitar a sua exposição a substâncias que causam a sua rinite alérgica, tanto quanto possível. Se a sua rinite não for muito grave, medicamentos de venda livre podem ser suficientes para aliviar os sintomas. Para sintomas piores, você pode precisar de medicamentos prescritos pelo seu médico.
Muitas pessoas obtêm um alívio através de uma combinação de medicamentos para alergia. Você pode precisar de experimentar várias soluções antes de encontrar a melhor solução para o seu caso em concreto.

Se o seu filho tiver rinite alérgica, converse com o seu médico sobre o tratamento a efetuar. Nem todos os medicamentos são aprovados para serem usados em crianças. Leia os rótulos cuidadosamente.
Medicamentos para esta condição incluem:
  • Corticosteróides nasais. Estes sprays nasais ajudam a prevenir e tratar a inflamação nasal, prurido nasal e corrimento nasal causados pela rinite. Para muitas pessoas, estes são medicamentos eficazes, e são muitas vezes o primeiro tipo de medicação prescrita. Exemplos incluem propionato de fluticasona (Flonase), triamcinolona (Nasacort AQ), mometasona (Nasonex) e budesonida (Rhinocort do Aqua). Uma versão de venda livre (Flonase Allergy Relief), ficou recentemente disponível. A prescrição de um spray nasal mais recente pode combinar um anti-histamínico com um esteróide (Dymista). Corticosteróides nasais são um tratamento seguro para a maioria das pessoas, a longo prazo. Os efeitos colaterais podem incluir um cheiro ou sabor desagradável e irritação nasal. Efeitos colaterais de esteróides são raros.
  • Os anti-histamínicos. Estas preparações são geralmente administradas como pílulas. No entanto, existem também sprays nasais anti-histamínicos e gotas para os olhos. Os anti-histamínicos podem ajudar com comichão, espirros e coriza, mas têm menos efeito sobre congestionamento. Eles funcionam bloqueando a histamina, uma substância química que causa sintomas liberados pelo sistema imunológico durante uma reação alérgica. Exemplos de medicamentos de venda livre incluem loratadina (Claritin, Alavert), cetirizina (Zyrtec Alergia) e fexofenadina (Allegra Alergia). Os sprays anti-histamínicos nasais azelastina (Astelin, Astepro) e olopatadina (Patanase) podem aliviar os sintomas nasais. Colírios anti-histamínicos ajudam a aliviar a coceira nos olhos e irritação dos olhos causada pela rinite alérgica.
  • Descongestionantes. Estes medicamentos estão disponíveis em soluções de venda livre e com prescrição, apresentando-se na forma de líquidos, comprimidos e sprays nasais. Descongestionantes orais de venda livre incluem pseudoefedrina (Sudafed, Afrinol, outros). Sprays nasais incluem fenilefrina (Neo-Synephrine) e oximetazolina (Afrin). Descongestionantes orais podem causar uma série de efeitos secundários, incluindo o aumento da pressão arterial, insônia, irritabilidade e dor de cabeça. Não use um spray descongestionante nasal por mais de dois ou três dias de cada vez, porque ele pode realmente agravar os sintomas quando é usado continuamente (congestão rebote).
  • Cromolina de sódio. Este medicamento está disponível como um spray nasal de venda livre, que deve ser utilizado várias vezes ao dia e também está disponível em forma de gotas para os olhos (Crolom). Este ajuda a aliviar os sintomas da rinite, impedindo a liberação de histamina. Torna-se mais eficaz quando você começa a usá-lo antes de ter sintomas. Cromolina de sódio não têm efeitos secundários graves.
  • Modificador de leucotrienos. O montelucaste (Singulair) é um comprimido de prescrição feito para bloquear a ação dos leucotrienos. Químicos do sistema imunitário causam sintomas de alergia tais como a produção excessiva de muco. Este medicamento é especialmente eficaz no tratamento de asma induzida por alergia, sendo muitas vezes usado quando os sprays nasais não podem ser tolerados ou quando uma pessoa tem asma leve. Montelucaste pode causar dores de cabeça. Em casos raros, tem sido associado a reações psicológicas, tais como agitação, agressão, alucinações, depressão e pensamentos suicidas. Consulte um médico de imediato para qualquer reação psicológica incomum.
  • Ipratrópio nasal. Disponível num spray nasal que necessita de prescrição, ipratrópio (Atrovent) ajuda a aliviar a coriza intensa, impedindo as glândulas no nariz de produzir excesso de líquido. Este não é eficaz para tratar a congestão, espirros ou gotejamento pós-nasal. Os efeitos secundários incluem secura nasal, hemorragias nasais e dores de garganta. Raramente, pode causar efeitos colaterais mais severos, tais como visão turva, tontura e dificuldade de micção. O medicamento não é recomendado para pessoas com glaucoma ou homens com a próstata alargada.
  • Corticosteróides orais. Comprimidos de corticosteróides, como a prednisona, por vezes, são utilizados para aliviar os sintomas de alergia grave. Porque o uso a longo prazo de corticosteróides pode causar efeitos secundários graves, como catarata, osteoporose e fraqueza muscular, eles são geralmente prescritos apenas por curtos períodos de tempo.


Prevenção de rinite alérgica

Não existe nenhuma forma conhecida de evitar a rinite alérgica. Se você tiver este problema, o melhor será diminuir a sua exposição aos alérgenos que causam os seus sintomas. Tome medicamentos de alergia antes de ficar exposto a alérgenos, conforme indicado pelo seu médico.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL