quarta-feira, 12 de abril de 2017

Hipotensão - Causas e tratamento de hipotensão

Hipotensão causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Hipotensão é um estado fisiológico em que a pressão arterial é anormalmente baixa. Para um adulto, hipotensão existe quando a pressão sistólica é inferior a 90 mmHg e a pressão diastólica é inferior a 60 mmHg. Porque a pressão arterial é determinada pelo débito cardíaco, pressão venosa e resistência vascular sistêmica, uma redução em qualquer uma destas variáveis pode levar a hipotensão. Esta condição pode resultar de:
  • Redução do débito cardíaco
  • Hipovolemia
  • Redistribuição do volume de sangue
  • Resistência vascular sistêmica reduzida
  • Obstrução vascular (por exemplo, embolia pulmonar)

Causas de hipotensão

O débito cardíaco pode ficar diminuído devido a arritmias, doença estrutural ou hipovolemia. Bradicardia causada por uma frequência sinusal baixa ou resultante de bloqueio atrioventricular pode reduzir o débito cardíaco. Taquicardia, ao reduzir o tempo de enchimento ventricular, pode causar uma grande redução do débito cardíaco. A fibrilhação ventricular faz com que o débito cardíaco caia para zero, e, por conseguinte, conduz a hipotensão profunda. Doença cardíaca estrutural, tais como cardiomiopatias, pode prejudicar tanto a função sistólica (estado inotrópico) como a função diastólica (enchimento ventricular) e, assim, reduzir o débito cardíaco e a pressão arterial. Doença valvular, doença do pericárdio, e defeitos congênitos podem prejudicar o enchimento ventricular ou fluxo direto, reduzindo assim o débito cardíaco. Doença isquémica cardíaca causada por aterosclerose ou tromboembolismo prejudica a função ventricular. A hipertensão pulmonar primária pode levar à falência do ventrículo direito e enchimento ventricular esquerdo. Hipovolemia (por exemplo, hemorragia) e as mudanças de volume ortostática reduzem o débito cardíaco ao diminuir a pressão venosa central e enchimento ventricular (pré-carga), o que prejudica a capacidade de bombeamento do coração (mecanismo de Frank-Starling). Perda excessiva de água (desidratação) provocada pela sudorese profusa, ingestão restrita de água, ou o uso de medicamentos diuréticos, também podem levar a um estado hipovolêmico.
Hipotensão também pode ter origem vascular ou ser causada por vasodilatação sistémica excessiva (diminuição da resistência vascular sistémica), que pode resultar de sepse, disfunção autonômica (por exemplo, neuropatia, diabética), choque neurogénico (por exemplo, lesão da medula espinal) ou drogas (por exemplo, vasodilatadores anti-hipertensivos). Uma segunda origem vascular de hipotensão é a obstrução vascular, tais como a embolia pulmonar que diminui o retorno venoso para o ventrículo esquerdo, reduzindo assim a sua saída.


Sintomas de hipotensão

Para algumas pessoas, a pressão arterial baixa pode indicar um problema subjacente, especialmente quando cai subitamente ou quando a condição é acompanhada por sinais e sintomas, tais como:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL