quinta-feira, 6 de abril de 2017

Dor no calcanhar - Causas, sintomas e tratamento

Dor no calcanhar causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Cada vez que você caminha, coloca toneladas de estresse em cada pé. Os pés podem segurar uma carga pesada, mas muito estresse pode levá-los a atingir os seus limites. Quando você bate com os pés em superfícies duras, pratica esportes ou usa sapatos que irritam os tecidos sensíveis dos pés, você pode desenvolver dor no calcanhar, o problema mais comum que afeta o pé e tornozelo.
Normalmente, a dor que ocorre no calcanhar vai melhorar por conta própria, sem necessidade de recorrer a cirurgia, se você lhe der descanso suficiente. No entanto, muitas pessoas ignoram os primeiros sinais de dor e continuam a promover as atividades que a causaram. Nestes casos, a dor vai piorar e pode tornar-se uma condição crônica que leva a mais problemas.

Sintomas de dor no calcanhar

Sintomas de dor abaixo do calcanhar

Se a dor ocorrer sob o seu calcanhar, você pode ter uma ou mais condições que inflamam os tecidos na parte inferior do seu pé. Estas incluem:
  • Hematoma de rocha. Quando você pisa um objeto duro, como uma rocha ou pedra, você pode esmagar a almofada de gordura na parte inferior do seu calcanhar. Esta pode ou não ficar descolorida. A dor desaparece gradualmente com o repouso.
  • Fasceíte plantar (dor subcalcaneal). Correr ou saltar muito pode inflamar a banda de tecido (fascia) que liga o osso do calcanhar à base dos dedos. A dor fica centrada sob o calcanhar e pode ser leve no começo, mas pode inflamar-se quando você der os seus primeiros passos, depois de descansar durante a noite. Você pode precisar de promover exercícios especiais, tomar medicação para reduzir o inchaço e usar uma “almofada” no calcanhar, no seu sapato.
  • Esporão de calcanhar: Quando fascite plantar continua por um longo período de tempo, um esporão de calcanhar (depósito de cálcio) pode formar-se no local em que a banda do tecido fascia conecta ao seu osso do calcanhar. O seu médico pode recorrer a um raio-X para verificar a saliência óssea. Geralmente, o tratamento é o mesmo que o utilizado na fascite plantar. Descanse até que a dor desapareça e faça exercícios especiais de alongamento. Ter um esporão de calcanhar pode não causar dor e não deve ser intervencionado, a menos que os sintomas se tornem crônicos.

Sintomas de dor atrás do calcanhar

Se você tiver dor atrás do calcanhar, você pode ter inflamação na área em que o tendão de Aquiles se insere no osso do calcanhar (bursite retrocalcaneal). Muitas vezes, as pessoas obtêm esta condição ao usar sapatos que esfregam ou cortam na parte de trás do calcanhar. Dor atrás do calcanhar pode aparecer de modo lento, fazendo com que a pele engrosse e se torne vermelha e inchada. Você pode desenvolver uma lesão na parte de trás do seu calcanhar, que se sente macia e quente ao toque. A dor pode agravar-se quando você começa uma atividade depois de descansar. Muitas vezes ocorre muita dor ao usar sapatos normais. Você pode precisar de um raio-X para verificar se existe um esporão ósseo.
O tratamento inclui descansar das atividades que causaram o problema, fazer certos exercícios de alongamento, usar medicação para a dor e usar sapatos adequados.
O tratamento pode incluir medicamentos anti-inflamatórios não-esteróides para a diminuição da dor e inchaço.
Considere a colocação de gelo na parte de trás do calcanhar, para reduzir a inflamação.

Causas de dor no calcanhar

As causas mais comuns de dor que ocorre no calcanhar são fascite plantar (parte inferior do calcanhar) e tendinite de Aquiles (parte de trás do calcanhar). Causas da dor também incluem:
  • Tendinite de Aquiles
  • Rutura do tendão de Aquiles
  • Tumor ósseo
  • Bursite
  • Deformidade de Haglund
  • Esporão de calcanhar
  • Osteomielite
  • Doença óssea de Paget
  • Neuropatia periférica
  • Fascite plantar
  • Artrite reativa
  • Bursite retrocalcaneal
  • Artrite reumatóide
  • Sarcoidose
  • Fraturas por estresse
  • Síndrome do túnel do tarso

Diagnóstico de dor no calcanhar

Um podólogo (médico especialista em avaliação e tratamento de doenças do pé) irá realizar um exame físico e fazer perguntas pertinentes sobre a dor. O médico também irá pedir ao paciente que o informe sobre o calçado que usa, e sobre os detalhes do seu histórico médico. Muitas vezes, isto torna-se suficiente para promover um diagnóstico.
Por vezes, ainda são necessários testes de diagnóstico, tais como exames de sangue e exames de imagem.

Tratamento para dor no calcanhar

Existem alguns tratamentos comuns para aliviar a dor que ocorre no calcanhar. Estes incluem:
  • Tratamento para a fascite plantar. A grande maioria dos pacientes recupera de fascite plantar com tratamentos conservadores (projetados para evitar medidas radicais médicas terapêuticas ou procedimentos operatórios) dentro de meses.
  • Fármacos anti-inflamatórios não-esteróides (AINEs), como medicamentos com analgésicos (redução da dor) ou antipiréticos (redução da febre). Em doses mais elevadas, eles também têm efeitos anti-inflamatórios, reduzindo a inflamação (inchaço). AINEs distinguem-se de outros medicamentos que contêm esteróides, que também são anti-inflamatório.
  • Corticosteróides. Uma solução corticosteróide pode ser aplicada sobre a área afetada da pele. Uma corrente elétrica é utilizada para ajudar a absorção. Alternativamente, o médico pode decidir injetar a medicação. No entanto, injecções múltiplas podem resultar num feixe plantar enfraquecido, aumentando significativamente o risco de rutura e no encolhimento da camada de gordura que cobre o osso do calcanhar. Alguns médicos podem usar ultrassom para ajudá-los a certificarem-se de que injetam no local certo. Os corticosteróides são geralmente recomendados quando os AINEs não resultam.
  • A terapia física (fisioterapia). Um fisioterapeuta qualificado/especializado pode ensinar exercícios aos pacientes, que se estendem a fáscia plantar e tendão de Aquiles, fortalecendo os músculos das pernas, resultando numa melhor estabilização do tornozelo e calcanhar.
  • Talas durante a noite. A tala é montada na panturrilha e no pé, sendo mantida durante o sono. Durante a noite, a fáscia plantar e tendão de Aquiles ficam numa posição alongada, estendendo-os.
  • Órteses. Palmilhas e órteses (aparelhos de apoio) podem ser úteis para corrigir falhas do pé, bem como amortecer e encaixar devidamente o arco durante o processo de cicatrização.
  • Terapia por ondas de choque extracorpóreas. As ondas sonoras são aplicadas na área afetada para incentivar e estimular a cicatrização. Este tipo de terapia é recomendada apenas para casos crônicos, que não responderam à terapia conservadora.
  • Cirurgia, em que a fáscia plantar é separada do osso do calcanhar. Este procedimento só é recomendado se nada mais funcionar. Existe o risco de que o arco do pé fique subsequentemente enfraquecido.

Prevenção de dor no calcanhar

A prevenção da dor que ocorre no calcanhar envolve a redução do estresse sobre esta parte do corpo. Dicas incluem:
  • Pés descalços. Quando andar sobre chão duro certifique-se de usar sapatos.
  • Peso corporal. Se você estiver acima do peso recomendado, existe mais estresse sobre os calcanhares quando você caminha ou corre. Tente perder peso.
  • Calçado. Calçado que tenha material que possa absorver um pouco do estresse colocado sobre o calcanhar, pode ajudar a protegê-lo. Certifique-se de que os seus sapatos se encaixam corretamente e não estão desgastados nos saltos ou sola. Se você notar uma ligação entre um determinado par de sapatos e a dor que ocorre no calcanhar, deixe de usá-los.
  • Descanso. Se você for especialmente suscetível a dor que aparece no calcanhar, tente passar mais tempo a descansar e menos tempo em pé. É melhor discutir este assunto com um profissional de saúde especializado.
  • Esportes. Aqueça adequadamente antes de se envolver em atividades que possam colocar muita pressão sobre os calcanhares. Certifique-se de que você tem sapatos desportivos apropriados para a sua tarefa.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL