quinta-feira, 20 de abril de 2017

Deficiência intelectual - Causas, sintomas e tratamento

Deficiência intelectual causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Deficiência intelectual é uma condição diagnosticada antes dos 18 anos, que inclui função intelectual abaixo da média e uma falta de habilidades necessárias para a vida diária.
No passado, o termo atraso mental foi utilizado para descrever esta condição. Este termo não é mais usado.

Causas de deficiência intelectual

Esta deficiência afeta cerca de 1 a 3% da população, e existem muitas possíveis causas da deficiência, mas os médicos encontram uma razão específica em apenas 25% dos casos.
Os fatores de risco estão relacionados com as causas. Causas de deficiência intelectual podem incluir:
  • Infecções (presentes no nascimento ou que ocorrem após o nascimento)
  • Anomalias cromossômicas (como a síndrome de Down)
  • Meio Ambiente
  • Causas metabólicas (como hiperbilirrubinemia, níveis muito elevados de bilirrubina em bebês)
  • Causas nutricionais (tais como a desnutrição)
  • Toxicidade (exposição intra-uterina ao álcool, cocaína, anfetaminas e outras drogas)
  • Trauma (antes e após o nascimento)
  • Situações inexplicável (em que os médicos não conhecem a razão de deficiência)

Sintomas de deficiência intelectual

Os pais podem suspeitar que o seu filho tem uma deficiência quando a criança tem qualquer dos seguintes comportamentos:
  • Falta ou lento desenvolvimento de habilidades motoras, habilidades de linguagem e habilidades de auto-ajuda, especialmente quando comparado aos seus pares
  • Incapacidade de crescer intelectualmente ou continuado comportamento de bebê
  • Falta de curiosidade
  • Problemas para manter-se na escola
  • Incapacidade de se adaptar (ajustar a novas situações)
  • Dificuldade de compreensão e de seguir regras sociais
Sinais associados à condição podem variar de leve a grave.

Diagnóstico para deficiência intelectual

Testes de desenvolvimento são muitas vezes utilizados para avaliar a criança, e estes podem incluir:
  • Teste de triagem de desenvolvimento de Denver
  • Pontuação de comportamento adaptativo abaixo da média
  • Percurso de desenvolvimento inferior ao dos pares
  • Quociente de inteligência (QI) com pontuação abaixo de 70 num teste de QI padronizado

Tratamento para deficiência intelectual

O objetivo do tratamento do problema é desenvolver o potencial da pessoa ao máximo. Educação e formação especial podem começar tão cedo quanto a infância. Isto inclui habilidades sociais para ajudar a pessoa a integra-se melhor nos grupos a que pertence.
É importante que um especialista possa avaliar a pessoa para outros problemas de saúde física e mental. As pessoas com deficiência ao nível intelectual são frequentemente ajudadas com aconselhamento comportamental.
Discuta as opções de tratamento e de apoio para o seu filho, com o seu prestador de cuidados de saúde ou assistente social, para que você possa ajudar o seu filho a atingir o seu potencial.

Prognóstico para deficiência intelectual

O resultado do tratamento para a deficiência intelectual depende de:
  • Gravidade e da causa da deficiência intelectual 
  • Outras condições 
  • Tratamento e terapias
Muitas pessoas com deficiência levam uma vida produtiva e aprendem a funcionar por conta própria. Outras precisam de um ambiente estruturado para serem mais bem sucedidas.
Consulte o seu médico se:

  • Tiver alguma dúvida sobre o desenvolvimento do seu filho 
  • Perceber que as habilidades motoras ou de linguagem do seu filho não estão a desenvolver-se normalmente 
  • O seu filho tiver outras doenças que necessitam de tratamento


Prevenção de deficiência intelectual

Nos casos de uma deficiência genética, o aconselhamento genético e rastreio durante a gravidez podem ajudar os pais a compreender os riscos, fazer planos e tomar decisões.
Programas de nutrição podem reduzir a deficiência associada à desnutrição. A intervenção precoce em situações de abuso e pobreza também vai ajudar.
Em termos de toxicidade, evitar a exposição ao chumbo, mercúrio e outras toxinas reduz o risco de deficiência. Ensinar as mulheres sobre os riscos associados ao consumo de álcool e drogas durante a gravidez também pode ajudar a reduzir o risco.
Certas infecções podem levar à deficiência intelectual. A prevenção destas doenças reduz o risco. Por exemplo, a síndrome da rubéola pode ser prevenida através da vacinação. Evitar a exposição a fezes de gato que podem causar toxoplasmose durante a gravidez ajuda a reduzir a deficiência devida a esta infecção.


Um comentário:
Rosa dos santos do Nascimento disse...

Boa tarde!

Ótima essa matéria, estou estudando Psicopedagogia Clínica e Institucional e ler esse artigo foi de grande valia.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL