segunda-feira, 3 de abril de 2017

Verruga genital - Causas, sintomas e tratamento

Verruga genital causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A verruga genital é um dos tipos mais comuns de infecções sexualmente transmissíveis. Pelo menos metade de todas as pessoas sexualmente ativas serão infetadas com o papilomavírus humano (HPV), o vírus que causa verrugas genitais, em algum momento durante as suas vidas. As mulheres são um pouco mais propensas que os homens para desenvolver verrugas genitais.
Como o nome sugere, a verruga genital afeta os tecidos húmidos da área genital. As verrugas podem ser planas ou aparecer como caroços que se parecem como uma couve-flor, tendo uma cor de carne. Em muitos casos, a verruga é demasiado pequena para ser visível.
Uma vez que as verrugas podem aparecer noutros lugares do corpo, estas são causadas pelo papilomavírus humano (HPV). Algumas cepas de HPV genital podem causar verrugas genitais, enquanto que outras podem causar câncer. As vacinas podem ajudar a proteger contra certos tipos de HPV genital.

Sintomas de verruga genital

Nas mulheres, a verruga pode crescer na vulva, paredes da vagina, na área entre os órgãos genitais externos e ânus, no canal anal e no colo do útero. Nos homens, ela pode ocorrer na ponta ou no eixo do pênis, no escroto ou no ânus. As verrugas também podem desenvolver-se na boca ou garganta de uma pessoa que teve contato sexual oral com uma pessoa infetada.
Os sinais e sintomas de verrugas genitais incluem:
  • Inchaços pequenos de cor cinza ou cor de carne na área genital
  • Várias verrugas próximas umas das outras que assumem uma forma de couve-flor
  • Coceira ou desconforto na área genital
  • Sangramento com a relação sexual
Muitas vezes, as verrugas podem ser tão pequenas e planas que não podem ser vistas a olho nu. Porém, por vezes, as elas podem multiplicar-se em grandes aglomerados.

Causas de verruga genital

O papilomavírus humano (HPV) causa verrugas. Existem mais de 40 estirpes diferentes de HPV que afetam especificamente a área genital. HPV genital é transmitido através do contato sexual. Na maioria dos casos, o sistema imunológico mata o HPV genital e você nunca desenvolve sinais ou sintomas da infecção.

Diagnóstico para verruga genital

Atendendo a que muitas vezes se torna difícil de detetar as verrugas, o médico pode aplicar uma solução de ácido acético leve nos seus órgãos genitais para clarear qualquer verruga. Em seguida, ele pode observá-lo através de um instrumento de ampliação especial, um colposcópio.

Testes de Papanicolau

Para as mulheres, é importante recorrer a exames pélvicos regulares e exames de Papanicolau, que podem ajudar a detetar alterações vaginais e cervicais causadas pela verrugas, mas que também podem permitir constatar os primeiros sinais de câncer cervical (uma possível complicação da infecção genital por HPV).
Durante um teste de Papanicolau, o médico irá usar um aparelho chamado espéculo para manter a sua vagina aberta. Então, ele irá usar uma ferramenta de cabo longo para coletar uma pequena amostra de células do colo do útero (a passagem entre a vagina e o útero). As células são examinadas com um microscópio para detetar anomalias.

Teste de HPV

Apenas alguns tipos de HPV genital têm sido associados ao câncer cervical. Uma amostra de células cervicais tomada durante um teste de Papanicolau, pode ser testada para estas estirpes de HPV causadoras de câncer.
Este teste é geralmente reservado para mulheres com idades superiores a 30 anos. Este teste não se torna tão útil para as mulheres mais jovens, porque os seus sistemas imunitários, geralmente, ainda podem matar as variedades causadores de câncer de HPV genital sem tratamento.

Tratamento para verruga genital

Se as suas verrugas não estiverem a causar desconforto, você pode não precisar de tratamento. Mas se os seus sintomas incluirem comichão, ardor e dor, ou se as verrugas visíveis estiverem a causar sofrimento emocional, o seu médico pode ajudá-lo a limpar um surto com medicamentos ou cirurgia. No entanto, as lesões são susceptíveis de voltar após o tratamento.

Medicamentos

Os tratamentos para verrugas que podem ser aplicados diretamente sobre a pele incluem:
  • Imiquimod (Aldara, Zyclara). Este creme parece aumentar a capacidade do seu sistema imunológico para lutar contra as verrugas. Evite o contato sexual enquanto o creme permanece na sua pele. Ele pode enfraquecer os preservativos e diafragmas e pode irritar a pele do seu parceiro. Um possível efeito colateral é a vermelhidão da pele. Outros efeitos colaterais podem incluir bolhas, dores no corpo, tosse, erupções cutâneas e fadiga.
  • Podofilina e podofilox (Condylox). Podofilina é uma resina à base de plantas que destrói tecido das verrugas. O seu médico pode aplicar esta solução. Podofilox contém o mesmo composto ativo, mas pode ser aplicado por você de forma segura em casa. O seu médico pode querer administrar a primeira aplicação de podofilox, e recomendar medidas de precaução para evitar que a medicação possa irritar a pele circundante. Nunca aplique podofilox internamente. Além disso, este medicamento não é recomendado para uso durante a gravidez. Os efeitos colaterais podem incluir a irritação suave da pele, feridas ou dor.
  • Ácido tricloroacético. Este tratamento químico queima verrugas genitais, devendo ser sempre aplicado por um médico. Os efeitos colaterais podem incluir a irritação da pele, feridas ou dor.
Não tente tratar verrugas com removedores de verrugas de venda livre. Estes medicamentos não se destinam a ser usados em tecidos úmidos da área genital. Usar medicamentos de venda livre para esse fim pode causar ainda mais dor e irritação.

Cirurgia

Você pode precisar de cirurgia para remover verrugas maiores, quando estas não respondem aos medicamentos, ou, se você estiver grávida, e o seu bebé poder ficar exposto às verrugas durante o parto. As opções cirúrgicas incluem:
  • Congelamento com nitrogênio líquido (crioterapia). Um blister forma-se em torno da sua verruga. Quando a pele cicatriza, as lesões desfazem-se, permitindo que a pele nova apareça. Você pode precisar de tratamentos repetidos de crioterapia. Os principais efeitos colaterais incluem dor e inchaço.
  • Eletrocautério. Este procedimento usa uma corrente elétrica para queimar verrugas. Você pode ter alguma dor e inchaço após o procedimento.
  • A excisão cirúrgica. O seu médico pode usar ferramentas especiais para cortar as verrugas. Você vai precisar de anestesia local ou geral para este tratamento, e você pode sentir um pouco de dor depois do procedimento.
  • Tratamentos a laser. Esta abordagem, que utiliza um feixe de luz intensa, pode ser caro, sendo geralmente reservado para verrugas muito extensas e difíceis de tratar. Os efeitos colaterais podem incluir cicatrizes e dor.


Prevenção de verruga genital


Usar um preservativo sempre que tiver relações sexuais pode reduzir significativamente o risco de contrair verrugas genitais. Embora o uso do preservativo possa reduzir o risco, não é 100 por cento eficaz e você ainda pode obter verrugas.
A vacinação já está disponível nalguns países. 
Uma vacina protege contra as estirpes de HPV que causam verrugas genitais. Gardasil também protege contra as estirpes de HPV com maior probabilidade de causar câncer cervical. Outra vacina, chamada Cervarix, protege contra o câncer do colo do útero, mas não protege para verrugas genitais.
Estas vacinas são mais eficazes se forem administradas a crianças antes que elas se tornem sexualmente ativas. A pesquisa mostrou que as pessoas que recebem a vacina contra HPV podem reduzir o risco de contrair verrugasem até 50 por cento.
Geralmente, os efeitos colaterais das vacinas são leves e incluem dor no local da injecção (parte superior do braço), dores de cabeça, febre baixa ou sintomas gripais. Por vezes podem ocorrer desmaio ou tonturas após a injecção, especialmente nos adolescentes.


Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL