segunda-feira, 20 de março de 2017

Prostatite - Causas e tratamento de prostatite

Prostatite causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Prostatite é o inchaço e inflamação da glândula da próstata, uma glândula do tamanho de uma noz localizada diretamente abaixo da bexiga, em homens. A próstata produz fluidos (sêmen) que nutre e transporta o esperma.
Muitas vezes, a prostatite causa dor ao urinar, dificultando a micção. Outros sintomas desta condição incluem dor na virilha, na área pélvica ou genitais e sintomas que por vezes se assemelham aos da gripe.
Prostatite afeta homens de todas as idades, mas tende a ser mais comum em homens com 50 anos de idade ou mais jovens. Esta condição pode ter várias causas diferentes. Se for causada por uma infecção bacteriana, geralmente pode ser tratada com antibióticos. No entanto, por vezes a prostatite não é causada por uma infecção bacteriana e algumas vezes a causa exata não é identificada.
Dependendo da causa, a condição pode surgir gradualmente ou de repente, podendo melhorar rapidamente, seja por conta própria ou com recurso a tratamento. Alguns tipos de prostatite duram meses ou tornam-se recorrentes (prostatite crônica).

Sintomas de prostatite

Os sintomas da prostatite variam dependendo da causa. Os sintomas podem incluir:
  • Dor ou ardor ao urinar (disúria)
  • Dificuldade para urinar
  • Micção frequente, especialmente à noite (nictúria)
  • Necessidade urgente de urinar
  • Dor abdominal, dor na virilha ou parte inferior das costas
  • Dor na região entre o escroto e reto (períneo)
  • Dor ou desconforto no pênis ou testículos
  • Orgasmos dolorosos (ejaculações)
  • Sintomas de gripe (com prostatite bacteriana)

Causas de prostatite

Prostatite bacteriana aguda é frequentemente causada por cepas comuns de bactérias. A infecção pode começar quando as bactérias são transportadas nas perdas de urina para a próstata. Os antibióticos são usados para tratar este tipo de infecção. Se as bactérias não forem eliminadas com antibióticos porque se "escondem" na próstata, a condição pode tornar-se recorrente ou difícil de tratar. Isto é chamado de prostatite bacteriana crônica.
A infecção bacteriana não é a única causa de prostatite. Outras causas podem incluir:
No entanto, a causa de muitos casos não é identificada.

Diagnóstico para prostatite

O diagnóstico envolve a exclusão de outras condições que possam estar a causar os sintomas e inclui ainda a determinação de que tipo de prostatite a pessoa tem. O médico poderá formular perguntas sobre o seu histórico médico e os seus sintomas. Ele também irá realizar um exame físico, que provavelmente irá incluir um exame de toque retal.
Os testes de diagnóstico iniciais podem incluir:
  • Cultura de sangue. O seu médico pode encomendar este teste se existirem sinais de infecção no sangue.
  • Testes de urina. O seu médico pode querer examinar amostras da sua urina para detetar sinais de infecção. Nalguns casos, o médico pode tomar uma série de amostras antes, durante e após a massagem da próstata, com um dedo lubrificado e enluvado.
  • Testes da bexiga (testes de urodinâmica). O seu médico pode encomendar um ou mais destes testes, que são usados para verificar quão bem você pode esvaziar a bexiga. Isto pode ajudar o médico a entender o quanto a prostatite está a afetar a sua capacidade de urinar.
Com base nos seus sintomas e nos resultados dos testes, o médico pode concluir que você tem um dos seguintes tipos de prostatite:
  • Prostatite bacteriana aguda. Este tipo de condição é muitas vezes causado por cepas comuns de bactérias. Esta, geralmente começa de repente e causa sintomas semelhantes aos da gripe, como febre, calafrios, náuseas e vômitos.
  • Prostatite bacteriana crônica. Esta condição ocorre quando as bactérias não são eliminadas pelos antibióticos e levam a infecções recorrentes ou difíceis de tratar. Entre os episódios de prostatite bacteriana crônica, você pode não ter sintomas ou pode ter apenas sintomas menores.
  • Prostatite não bacteriana crônica. Também chamada síndrome de dor pélvica crônica, esta condição não é causada por uma bactéria. Muitas vezes uma causa exata não pode ser identificada. A maioria dos casos de prostatite enquadra-se nesta categoria. Para alguns homens, os sintomas permanecem constantes ao longo do tempo. Para outros, os sintomas passam por ciclos de maior e menor gravidade.
  • Prostatite inflamatória assintomática. Este tipo de condição não causa sintomas e é normalmente encontrada apenas por acaso, quando você é sujeito a testes para outras condições. Esta condição não requer tratamento.

Tratamento para prostatite

Os tratamentos para prostatite variam, dependendo da causa subjacente. Os tratamentos podem incluir:
  • Antibióticos. Este é o tratamento mais comumente prescrito para a condição. O seu médico irá basear a escolha do medicamento no tipo de bactérias que estejam a causar a infecção. Se você tiver sintomas graves, pode ser necessário administrar antibióticos por via intravenosa. É provável que você precise de tomar antibióticos orais por quatro a seis semanas, mas poderá precisar de mais tempo de tratamento se tiver prostatite crônica ou recorrente.
  • Bloqueadores alfa. Estes medicamentos ajudam a relaxar o colo da bexiga e as fibras musculares, onde a próstata se junta à bexiga. Este tratamento pode diminuir os sintomas, tais como micção dolorosa.
  • Os agentes anti-inflamatórios. Medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) podem permitir que o paciente se sinta mais confortável.
  • A massagem da próstata. Isto é feito pelo seu médico usando um dedo lubrificado e enluvado (um processo semelhante a um exame retal digital). Este procedimento pode fornecer algum alívio dos sintomas, mas os médicos discordam sobre a sua eficácia.
  • Outros tratamentos. Outros potenciais tratamentos para a condição estão a ser estudados por especialistas. Estes tratamentos incluem a terapia de calor com um dispositivo de "micro-ondas" e medicamentos baseados em certos extratos de plantas.

Prevenção de prostatite

A prostatite é a inflamação da próstata, que pode ser resultado de uma infecção bacteriana ou ser devida a redução da função imune ou muscular relacionada. A prevenção da condição envolve alterações no estilo de vida, dieta e remédios naturais para ajudar a pessoa a manter a saúde da próstata e aprender a evitar o problema.
Até há pouco tempo, pensava-se que os homens com experiência de sintomas extremamente debilitantes associados a prostatite, tinham como causa uma infecção bacteriana da glândula da próstata. No entanto, sabe-se agora, que a infecção bacteriana é responsável por apenas uma fracção muito pequena, cerca de 5 por cento de todos os casos de prostatite. A causa da prostatite bacteriana é óbvia, e geralmente torna-se fácil de diagnosticar.
Basicamente, se você for um homem, tem 50% de chance de contrair prostatite ao longo da sua vida, pelo que algumas dicas e aprendizagem sobre prevenção da condição são essenciais para a saúde da próstata.
Se você tiver menos de 50 anos também tem um risco maior do que os homens mais velhos. A incidência diminui para os homens entre as idades de 50 e 69 anos, e, em seguida sobe novamente de modo ligeiro para os homens com 70 anos e mais velhos.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL