quarta-feira, 29 de março de 2017

Hiperqueratose - Causas e tratamento de hiperqueratose

Hiperqueratose causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A hiperqueratose é um espessamento da camada exterior da pele. Esta camada exterior contém uma proteína resistente e protetora chamada queratina.
Este espessamento da pele faz muitas vezes parte da proteção natural da pele contra a fricção, pressão e outras formas de irritação local. Isto faz com que apareçam calos nos pés e nas mãos. A hiperqueratose pode causar áreas esbranquiçadas no interior da boca.
Outras formas de hiperqueratose podem ocorrer como parte da defesa da pele contra:
  • Inflamação crônica (de longa duração)
  • Infecção
  • A radiação da luz solar
  • Irritantes químicos
Menos frequentemente, hiperqueratose desenvolve-se sobre pele que não foi alvo de irritação. Estes tipos de hiperqueratose podem fazer parte de uma condição hereditária e podem começar logo após o nascimento, podendo afetar a pele em grandes áreas do corpo.

Exemplos de hiperqueratose

Existem muitos exemplos de hiperqueratose. Estes incluem:
  • Calos e calosidades. Calos e calosidades desenvolvem-se em áreas da pele expostas à fricção ou pressão repetida. Em resposta, espessas camadas de células mortas da pele acumulam-se e endurecem. Geralmente, os calos formam-se nas solas dos pés e nas palmas das mãos. Para muitas pessoas, calos e calosidades são simplesmente um incômodo cosmético. Mas para outras, eles são um problema médico doloroso e problemático.
  • Verrugas. As verrugas são pequenas saliências sobre a pele que são causadas pelo vírus do papiloma humano (HPV). As verrugas plantares crescem sobre as solas dos pés. Normalmente, o HPV é transmitido por contato direto e geralmente é transmitido por tocar ou apertar as mãos de alguém que já tem uma verruga, mas também podem ocorrer pelo contato com uma superfície contaminada. Por exemplo, ao andar descalço num piso de ginásio ou num deck de piscina, mas também pode ocorrer através do uso de sapatos de outra pessoa.
  • Eczema crônico. Eczema é uma inflamação da pele que pode ser desencadeada por alergias, irritantes químicos e outros fatores. Eczema também é chamado de dermatite. Eczema provoca coceira, vermelhidão e bolhas minúsculas. Quando a inflamação é difícil de controlar, o eczema crônico pode levar a hiperqueratose, pele seca, alterações na cor da pele e perda de cabelo localizada.
  • Líquen plano. Esta condição pode aparecer como uma mancha branca no interior da boca, podendo causar coceira e motivar uma cor violeta com manchas noutros locais da pele. Líquen plano pode estar relacionado com uma reacção anormal do sistema imunitário.
  • Queratoses actínicas. Estas são manchas planas e ásperas de pele vermelha tipo “lixa”. Estas podem ser muito pequenas e ter apenas alguns milímetros, sendo causadas por exposição excessiva à radiação ultravioleta da luz solar e ocorrem em áreas da pele expostas ao sol, tendo o potencial de se transformar em câncer de pele.
  • Queratoses seborreicas. Estes são pequenos tumores de pele não cancerosos que podem ter uma cor marrom ou preta e aparecem na face, tronco, braços ou pernas. Hiperqueratose seborréica é muito comum. A sua causa é um mistério.
  • Condições herdadas. Várias condições herdadas podem causar hiperqueratose. Os sintomas começam logo após o nascimento ou durante a infância.

Sintomas de hiperqueratose

Muitas formas desta condição são indolores. No entanto, calos, calosidades e verrugas plantares podem causar um grande desconforto.

Diagnóstico de hiperqueratose

Dependendo do seu padrão específico de sintomas de pele, o seu médico irá perguntar se você:
  • Tem um histórico familiar de problemas de pele
  • Tem uma história pessoal de alergias
  • Fica exposto frequentemente à luz solar
  • Usa dentaduras ou aparelhos dentários ortodônticos
  • Mastiga inconscientemente na sua bochecha ou língua
  • Usa tabaco sem fumaça
Por vezes, o seu médico pode diagnosticar a causa da sua hiperqueratose com base na sua história, sintomas e exame da sua pele, como é o caso de calos, calosidades, verrugas e eczema crônico. Se você tiver eczema crônico que pode estar relacionado com uma alergia, o médico pode sugerir testes de alergia.
Nalguns casos, uma biopsia pode ser feita para confirmar o diagnóstico. Numa biópsia, um pequeno pedaço de tecido é removido para ser examinado num laboratório. Se o seu médico suspeitar de queratoses actínicas, você pode precisar de ser sujeito a uma biópsia da pele para confirmar o diagnóstico e para excluir câncer de pele.
Se o seu filho desenvolver muitas áreas de hiperqueratose, o médico pode avaliar a sua história familiar e sintomas de pele. Isto ajudará a determinar se o seu filho tem um distúrbio hereditário.

Tratamento para hiperqueratose

O tratamento de hiperqueratose depende do tipo e da possível causa.
Para calos e calosidades, use estofamento próximo da área afetada para diminuir a dor e use sempre calçado adequado para evitar mais atrito.
Não raspe ou corte um calo. Consulte um profissional de saúde para aconselhamento e tratamento.
Nos casos de verrugas, um profissional de saúde pode remover as verrugas. Isto pode ser realizado de diversas formas, nomeadamente:
  • Criocirurgia
  • Vaporizando-as com um laser
  • Aparando-as cirurgicamente
Se o tratamento não alcançar a camada de pele infetada com o vírus, a verruga pode voltar a aparecer no mesmo local. Tratamentos repetidos podem ser necessários.
As verrugas podem ser tratadas em casa com remédios que não necessitam de prescrição médica. Auto-tratamento vai demorar mais tempo para a verruga desaparecer, em comparação com o tratamento em ambiente médico. Auto-tratamento pode ser mais eficaz depois da pessoa ter sido tratada por um profissional de saúde. Isto é especialmente verdadeiro se uma verruga parecer ser grande ou profunda.
Se você tiver diabetes ou má circulação, você deve ser sempre tratado por um profissional de saúde. Isto irá ajudá-lo a evitar lesões e infecções.
Para os casos de eczema crônico, o seu médico irá prescrever uma pomada ou creme corticosteróide. A hidratação da pele também é muito importante.
Geralmente, um líquen plano é tratado com pomada de corticóide ou cremes.
No caso de queratoses actínicas, o seu médico pode usar a criocirurgia para remover uma única queratose actínica. Várias queratoses podem ser tratadas com terapia a laser ou dermoabrasão.
As queratoses seborreicas podem ser removidas com criocirurgia ou com um bisturi.
Para os casos de condições herdadas não existe cura. Para tratar grandes áreas de pele escamosa, o médico pode sugerir esfregar emolientes especiais na pele.

Duração da hiperqueratose

O tempo que uma forma particular de hiperqueratose dura depende da sua causa. Por exemplo, normalmente, os calos e calosidades duram tanto quanto uma pessoa continua a usar sapatos mal ajustados. As verrugas podem desaparecer por conta própria, mas isso pode levar vários meses.
Uma vez que se desenvolvem, as queratoses actínicas ou ceratoses seborréicas são condições de longo prazo e não desaparecem sem tratamento.
As formas hereditárias da hiperqueratose são condições que se mantêm ao longo da vida.


Prevenção de hiperqueratose

Algumas formas de hiperqueratose são muito fáceis de evitar:
  • Para calos e calosidades, use sapatos confortáveis.
  • Para verrugas plantares, evite andar descalço em ginásios, vestiários ou áreas de piscina.
  • Para eczema crônico, evite os potenciais gatilhos, para ajudar a limitar ou prevenir os sintomas do eczema. Por exemplo, evite as temperaturas extremas, ar seco, sabões ásperos, banhos de espuma e irritantes químicos. Além disso, tente usar cobertores e roupas feitas de algodão. Tecidos como lã, seda e sintéticos podem ser mais irritantes. Evitar ou remover gatilhos das suas alergias também pode ajudar. Obtenha aconselhamento e tratamento para o eczema leve, de modo a ajudar a impedir que se torne uma condição de longa duração (eczema crônico).
  • Para queratoses actínicas, limite a sua exposição ao sol durante a manhã (cedo) ou ao fim da tarde. Use vestuário de protecção e um chapéu quando permanece ao ar livre. Aplique protetor solar nas áreas expostas com um fator de protecção solar (FPS) de pelo menos 30.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL