sexta-feira, 3 de março de 2017

Assadura - Causas e tratamento de assadura

Assadura causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção
A assadura é um problema de pele que se desenvolve na área sob a fralda de uma criança.

Causas de assadura

A assadura é comum em bebês com idade entre os 4 e 15 meses mas pode ser mais notada quando os bebês começam a comer alimentos sólidos.
Assaduras causadas por infecção com uma levedura (fungo) chamada Candida são muito comuns em crianças. Candida desenvolve-se melhor em locais quentes e úmidos, como sob uma fralda. Assaduras por Candida são mais prováveis de ocorrer em bebês que:
  • Não são mantidos limpos e secos
  • Tomam antibióticos ou cujas mães estejam a tomar antibióticos durante a amamentação
  • Têm fezes mais frequentes
Outras causas de assadura incluem:
  • Ácidos nas fezes (visto com mais frequência quando a criança tem diarreia)
  • Amónia (um produto químico produzido por bactérias)
  • Fraldas que ficam muito apertadas ou esfregam na pele
  • Reações a sabonetes e outros produtos usados para limpar fraldas de pano

Sintomas de assadura

Os sintomas de assadura podem ser visualizados na área da fralda do seu filho e incluem:
  • Erupção vermelha brilhante que vai aumentando em tamanho
  • Áreas muito vermelhas e escamosas no escroto e pênis, em meninos
  • Áreas vermelhas ou escamosas na vagina, nas meninas
  • Espinhas, bolhas, úlceras, grandes solavancos, ou feridas cheias de pus
  • Manchas vermelhas de pequena dimensão que crescem e se misturam com outras manchas
Crianças mais velhas podem arranhar-se quando a fralda é removida.
Geralmente, a assadura não se espalha para além da borda da fralda.


Diagnóstico para assadura


Muitas vezes, o seu médico ou enfermeiro podem diagnosticar uma assadura por levedura olhando apenas para a pele do seu bebê. Um teste pode confirmar se a levedura é a Candida.

Tratamento de assadura

O melhor tratamento para uma assadura é manter a área da fralda limpa e seca, o que também ajuda a evitar novas ocorrências. Deite o bebé numa toalha sem fralda, sempre que possível. Quanto mais tempo o bebê puder ser mantido sem fralda, melhor.
Outras dicas incluem:
  • Troque a fralda do seu bebê muitas vezes, e o mais cedo possível depois do bebê urinar ou evacuar.
  • Use água e um pano ou algodão para limpar delicadamente a área da fralda a cada troca de fralda. Não esfregue a área. Uma garrafa de água com esguicho pode ser usada para áreas sensíveis.
  • Permita que a pele seque ao ar.
  • Não aperte muito as fraldas. Fraldas que ficam muito apertadas não permitem o fluxo de ar suficiente e podem esfregar e irritar a cintura ou coxas do bebê.
  • Use fraldas absorventes para ajudar a manter a pele seca e para reduzir a chance de contrair uma infecção.
  • Lave sempre as mãos antes e depois de trocar fraldas.
  • Pergunte ao seu médico ou enfermeiro, quais os cremes, pomadas ou pós que são melhores para usar na área da fralda.
  • Pergunte se um creme para assaduras se torna útil. Óxido de zinco ou de produtos petrolíferos à base de geleia ajudam a diminuir a umidade da pele do bebê, quando aplicados.
  • Não use limpadores que contenham álcool ou perfume, já que podem secar ou irritar a pele ainda mais.
  • Não use amido de milho na parte inferior do seu bebê. Este pode piorar a condição.
  • Não use talco (pó de talco). Ele pode entrar nos pulmões do bebê.
  • Alguns cremes e pomadas para a pele poderão resolver infecções causadas por fungos.
  • Nistatina, miconazol, clotrimazol e cetoconazol são medicamentos comumente usados para tratar erupções. Estes podem ser comprados sem receita médica.
Por vezes pode ser utilizado um creme corticosteroide suave. Fale com o seu médico antes de tentar esta solução no seu bebê.
No caso de usar fraldas de pano, considere:
  • Não colocar calças de plástico ou borracha sobre a fralda. Elas não permitem que passe ar suficiente.
  • Não usar amaciantes de roupas. Estes podem piorar a erupção cutânea.
  • Ao lavar fraldas de pano, lavar 2 ou 3 vezes para remover todo o sabão (se o seu filho já tiver uma erupção cutânea ou teve uma antes).


Prognóstico para assadura

Geralmente, a assadura responde bem ao tratamento.
Consulte o seu médico se:
  • A erupção piorar ou não desaparecer em 2 a 3 dias
  • A erupção se espalhar para o abdômen, costas, braços ou face
  • Você perceber que existem espinhas, bolhas, úlceras, grandes solavancos ou feridas cheias de pus
  • O bebê também tiver uma febre
  • O seu bebê desenvolver uma erupção durante as primeiras 6 semanas após o nascimento

Prevenção de assadura


A melhor maneira de prevenir as assaduras é manter a área da fralda limpa e seca. Algumas estratégias simples podem ajudar a diminuir a probabilidade de desenvolver assaduras na pele do seu bebê. Estas incluem:

  • Trocar fraldas frequentemente. Remova fraldas molhadas ou sujas prontamente.
  • Lavar a parte inferior do seu bebê com água morna como parte de cada mudança de fralda. Você pode usar uma pia, banheira ou garrafa de água para esta finalidade. Panos úmidos, bolas de algodão e lenços umedecidos podem ajudar na limpeza da pele, mas devem ser usados de forma gentil. Não utilize toalhetes com álcool ou fragrâncias. Se você deseja usar sabão, selecione um tipo suave, sem perfume.
  • Passe uma toalha limpa suavemente sobre a pele para a secar ou deixe-a secar ao ar. Não esfregue o rabinho do bebé. Esfregar pode irritar ainda mais a pele.
  • Não aperte fraldas. As fraldas apertadas impedem o fluxo de ar para a região da fralda, o que configura um ambiente úmido favorável a erupções. As fraldas apertadas também podem causar irritações na cintura ou coxas.
  • Mantenha o bebê mais tempo sem fralda. Quando possível, deixe o seu bebê ficar sem a fralda. Expor a pele ao ar é uma maneira natural e suave de deixá-la secar. Para evitar acidentes tente colocar o seu bebê numa toalha grande.
  • Considere o uso de pomada regularmente. Se o seu bebê tiver assaduras muitas vezes, aplique uma pomada que sirva de barreira, durante cada mudança de fralda, para evitar a irritação da pele. Vaselina e óxido de zinco são os ingredientes comprovados pelo tempo em muitas pomadas deste tipo.
  • Depois de trocar as fraldas, lave bem as mãos. A lavagem das mãos pode evitar a propagação de bactérias ou leveduras para outras partes do corpo do bebé, para si ou para outras crianças.
  • No passado, era comum utilizar pós, tais como amido de milho ou talco, para proteger a pele de um bebé e absorver o excesso de umidade. Os médicos não recomendam isto. Pó inalado pode irritar os pulmões de um bebê.


Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL