terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Sinusite ou inflamação dos seios nasais

Sinusite causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção
A sinusite é uma condição comum em que o revestimento dos seios nasais se torna inflamado. Geralmente a condição é causada por uma infecção viral e muitas vezes melhora dentro de duas ou três semanas.
Os seios nasais são pequenas cavidades, cheias de ar por trás das maçãs do rosto e testa.
Normalmente, o muco produzido pelos seios nasais drena para o nariz através de pequenos canais. Na sinusite, estes canais ficam bloqueados porque os forros do sínus ficam inflamados (inchados).

Sintomas e sinais

Geralmente, a sinusite ocorre após uma infecção do trato respiratório superior, como no caso de um resfriado. Se você tiver um resfriado persistente e desenvolver os sintomas que descrevemos a seguir, você pode ter uma inflamação dos seios nasais.
Os sintomas podem incluir:
  • Uma descarga verde ou amarela de seu nariz
  • Nariz entupido
  • Dor e sensibilidade em torno de suas bochechas, olhos ou na testa
  • Uma dor de cabeça
  • Uma temperatura elevada (febre) de 38 ºC ou mais
  • Dor de dente
  • Um sentido de perda de olfato
  • Mau hálito (halitose)
Crianças com sinusite podem tornar-se ser irritáveis, respirar pela boca, e terem dificuldade de alimentação. A sua fala também podem soar nasal (como se elas tivessem um resfriado).


Causas

Geralmente, a sinusite é resultado de um vírus de resfriado ou gripe que se espalha para os seios das vias aéreas superiores. Apenas alguns casos são causados por bactérias que infetam os seios nasais.
Um dente infetado ou infecção fúngica também podem, ocasionalmente, fazer com que os seios nasais fiquem inflamados.
Ainda não se sabe ao certo o que, exatamente, motiva que o problema se possa tornar crônico (de longa duração), mas tem sido associado com:
  • Alergias e doenças relacionadas, incluindo rinite alérgica, asma e febre do feno
  • Pólipos nasais (crescimentos dentro do nariz)
  • Fumar
  • Um sistema imunitário enfraquecido
Tratar devidamente as condições subjacentes à inflamação dos seios nasais, tais como controlar devidamente alergias e asma podem melhorar os sintomas de uma condição crônica.

Diagnóstico

Geralmente, o diagnóstico é baseado na história clínica e num exame físico. Uma história detalhada do problema, muitas vezes pode ser de mais valor do que o diagnóstico de um exame físico. Se os sintomas e achados físicos forem típicos de sinusite, geralmente não se tornam necessários mais testes.
Testes adicionais podem ser feitos se:
  • O diagnóstico não for claro.
  • O tratamento antibiótico não for capaz de resolver o problema.
  • Houver complicações (tais como uma infecção óssea) suspeitas.
  • A cirurgia estiver a ser considerada.
Testes de imagem podem ser utilizados quando os sintomas da condição persistem ou se tornam recorrentes apesar do tratamento, ou para procurar por tumores ou outros crescimentos, quando existe sangramento ou secreção sanguinolenta pelo nariz. Estes incluem:
  • A tomografia computadorizada (TC) da cabeça e do rosto
  • Raios-X do seio nasal
Menos frequentemente, outros testes podem ser feitos por um otorrinolaringologista ou alergista para verificar as condições dos ouvidos, nariz e garganta. Estes testes podem incluir:
  • O exame endoscópico do seio nasal
  • Uma punção de agulha para aspiração do conteúdo do sínus, seguido por cultura nasal
  • A ressonância magnética

Tratamento

A maioria das pessoas com sinusite não precisa de consultar o seu médico. A condição é normalmente causada por uma infecção viral que se resolve por conta própria.
Geralmente, os sintomas desaparecem dentro de duas ou três semanas (sinusite aguda) e você pode cuidar de si mesmo em casa.
Se a sua condição for grave, piorar ou não melhorar (sinusite crônica), pode haver necessidade de promover tratamento adicional pelo seu médico de família ou por um especialista. Nestes casos, o tratamento pode ser difícil e demorar vários meses antes que você possa sentir-se melhor.

Tratamento médico

Consulte o seu médico se os sintomas forem graves, e não começarem a melhorar dentro de 7 a 10 dias, ou se estiverem a piorar. O médico pode recomendar tratamento adicional com gotas ou sprays de corticosteróides ou antibióticos.
Se estes tratamentos não ajudarem, o seu médico pode encaminhá-lo para um otorrinolaringologista, um especialista de ouvidos, nariz e garganta para uma avaliação e para verificar se a cirurgia é uma opção adequada.


Cirurgia

Se os sintomas não melhorarem apesar da implementação de tratamentos mais conservadores, um tipo de cirurgia chamada de cirurgia endoscópica dos seios paranasais pode ser recomendada. Este é um processo para melhorar a drenagem do muco dos seios perinasais.
Cirurgia endoscópica dos seios paranasais é normalmente levada a cabo sob anestesia geral. Durante o procedimento, o cirurgião irá inserir um endoscópio no seu nariz. Este, é um tubo fino com uma lente numa extremidade, que amplia o interior do seu nariz e que permitirá que o cirurgião possa ver a abertura dos seios nasais e inserir pequenos instrumentos cirúrgicos.
O cirurgião irá então:
  • Remover quaisquer tecidos, como pólipos nasais, que estejam a bloquear o seio nasal afetado.
  • Inflar um pequeno balão nas passagens de drenagem dos seios nasais para os alargar, antes do balão ser esvaziado e retirado (isto é conhecido como uma dilatação do cateter de balão).
Os potenciais efeitos colaterais e riscos destes procedimentos incluem desconforto temporário e crostas dentro do nariz, sangramento do nariz e infecção. Certifique-se de discutir de antemão os riscos com o seu cirurgião.


Prevenção

Existem várias formas de poder reduzir as chances de contrair sinusite, e estas incluem:
  • Tratamento adequado e imediato de congestão nasal causada por resfriados ou alergias. Isto pode ajudar a evitar o desenvolvimento de uma infeção bacteriana nos seios nasais.
  • Evitar o contato com pessoas que têm resfriados e outras infecções respiratórias virais. Se você mantiver contato com pessoas que têm estas infecções, lave as mãos frequentemente, especialmente depois de estar em contato com aqueles que estão infetados.
  • Evite fumar cigarros, charuto e cachimbo em sua casa e no local de trabalho. Fumar causa membranas inflamadas e irrita ainda o nariz e seios nasais.
  • Se você tiver alergias, evite aquilo que desencadeia os seus ataques de alergia. Considere falar com o seu médico sobre imunoterapia, como injecções para a alergia. 
  • Evite respirar o ar seco. Considere o uso de um umidificador em casa e no local de trabalho, para aumentar a umidade do ar.
  • Verifique se o seu filho recebe todas as vacinas recomendadas. Algumas vacinas, como a vacina pneumocócica conjugada, podem ajudar a prevenir infecções de ouvido e sinusite.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL