sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Dor na mama pode ser sintoma normal

dor na mama causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção
Dor na mama, dor mamária ou dor no seio é um qualquer desconforto ou sensação de dor no "peito".
Existem muitas causas possíveis para a ocorrência desta dor no seio. Por exemplo, mudanças de nível hormonal de menstruação ou gravidez causam muitas vezes sensibilidade nos seios. Algum inchaço e sensibilidade pouco antes da ocorrência do seu período menstrual é normal.
Algumas mulheres que têm dor num ou em ambos os seios podem recear o câncer de mama. No entanto, a dor que ocorre na mama não é um sintoma comum de câncer.


Causas de dor na mama

A dor que ocorre na mama pode ser normal. O desconforto pode ser causado por alterações hormonais a partir de:
  • Menopausa (a menos que uma mulher esteja a tomar terapia de reposição hormonal)
  • Menstruação e síndrome pré-menstrual
  • Gravidez, em que a dor tende a ser mais comum durante o primeiro trimestre, e em mulheres que engravidam numa idade jovem
  • Puberdade em meninas e meninos
  • Logo depois de ter um bebê, os seios de uma mulher podem tornar-se inchados com o leite, podendo ser um acontecimento muito doloroso. Se você também tiver uma área de vermelhidão, consulte o seu médico
Amamentação em si também pode causar dor no peito.
Alterações fibrocísticas da mama são uma causa comum de dor nos seios, já que o tecido mamário fibrocistico contém nódulos ou cistos que tendem a ser mais macios pouco antes do período menstrual.

Alguns medicamentos também podem causar dor, incluindo:
  • Oximetolona
  • Clorpromazina
  • Diuréticos
  • Preparações de digitálicos
  • Metildopa
  • Espironolactona
A varicela pode levar a dor no peito, se a erupção de bolhas dolorosas aparecer na pele dos seus seios.

Quando consultar o médico

Consulte o seu médico se tiver:
  • Secreção sanguinolenta ou clara no seu mamilo
  • Se deu à luz na última semana e os seus seios estiverem inchados
  • Notar uma nova massa com dor que não desaparece após o seu período menstrual
  • Dor nos seios que se torna persistente e inexplicável
  • Sinais de uma infecção da mama, incluindo vermelhidão, pus ou febre

Diagnóstico da dor na mama

Os testes para avaliar a sua condição podem incluir:
  • Exame clínico da mama. O seu médico verifica a existência de alterações nos seus seios, examinando os seios e os gânglios linfáticos no pescoço e nas axilas. Provavelmente, o seu médico vai ouvir o seu coração e pulmões e verificar o seu tórax e abdômen para determinar se a dor pode estar relacionada a uma outra condição. Se o seu histórico médico e da mama, e o exame físico não revelarem nada de anormal, você pode não precisar de testes adicionais.
  • Mamografia. Se o seu médico sentir um nódulo na mama ou espessamento anormal, ou detetar uma área de foco da dor no seu tecido mamário, você precisará de um exame de raio-X do seu peito, que avalia a área de preocupação encontrada durante o exame de mama (mamografia de diagnóstico).
  • O ultrassom. Um exame de ultrassom usa ondas sonoras para produzir imagens dos seios, e muitas vezes é feito juntamente com uma mamografia. Você pode precisar de um ultrassom para avaliar uma área de foco da dor, mesmo que a mamografia pareça normal.
  • Biópsia de mama. Nódulos mamários suspeitos, áreas de espessamento ou áreas incomuns vistas durante os exames de imagem podem exigir uma biópsia antes do seu médico poder fazer um diagnóstico. Durante uma biópsia o médico obtém uma pequena amostra de tecido mamário da área em questão e envia-o para análise num laboratório.
O seu médico poderá marcar uma visita de acompanhamento, se os seus sintomas não desaparecerem num determinado período de tempo. Você também poderá ser encaminhada para um especialista.

Tratamento da dor na mama

Existem soluções para melhorar os sintomas de seios dolorosos, e estas incluem:
  • Tomar remédio como o paracetamol ou ibuprofeno
  • Usar o calor ou gelo no peito
  • Usar um sutiã bem-encaixado que suporte os seus seios
Não existem boas evidências que demonstrem que a redução da quantidade de gordura, cafeína, ou chocolate na sua dieta, possa ajuda a reduzir a dor que ocorre na mama. A vitamina E, tiamina, magnésio e óleo de prímula não são prejudiciais, mas a maioria dos estudos não demonstraram qualquer benefício. Fale com o seu médico antes de iniciar a tomar qualquer medicamento ou suplemento.

Certas pílulas anticoncepcionais podem ajudar a aliviar a dor do peito. Pergunte ao seu médico, se esta terapia é ideal para você.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL