quinta-feira, 2 de março de 2017

Daltonismo - Causas e tratamento de daltonismo

Daltonismo causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção
Designa-se de daltonismo quando alguém não consegue ver as cores de uma forma normal. Mais comumente, daltonismo (também conhecido como deficiência de cor) acontece quando alguém não consegue distinguir entre certas cores, geralmente entre verdes e vermelhos, e ocasionalmente azuis.
Na retina (o tecido sensível à luz que reveste a parte de trás do olho) existem dois tipos de células que detetam a luz, bastonetes e cones. Bastonetes apenas detetam claro e escuro e são muito sensíveis a baixos níveis de luz. Células cone detetam cor e estão concentradas perto do centro da visão. Existem três tipos de cones que servem para ver a cor vermelha, verde e azul. O cérebro usa a entrada destas três células cone de cor para determinar a nossa percepção das cores.
O daltonismo pode ocorrer quando uma ou mais cores estão ausentes devido ao funcionamento desadequado das células cone, detetando uma cor diferente do que é normal. Daltonismo grave ocorre quando todas as três células cone estão ausentes, e daltonismo leve ocorre quando todas as três células cone estão presentes, mas as funções das células de um cone apresentam anormalidades detetando uma cor diferente do normal.
Existem diferentes graus de daltonismo. Algumas pessoas com deficiências de cor leves podem ver as cores normalmente numa boa luz, mas têm dificuldades na luz fraca. Outras não conseguem distinguir certas cores em qualquer luz. A forma mais grave de daltonismo, em que tudo é visto em tons de cinza, é incomum. Geralmente, o daltonismo afeta ambos os olhos de forma igual e mantém-se estável ao longo da vida.
O daltonismo é geralmente algo que você tem desde o nascimento, mas que pode ser adquirido mais tarde ao longo da vida. Mudança de cores na visão podem significar uma condição mais grave.

Sintomas de daltonismo

Os sintomas de daltonismo podem variar de leve a grave. Muitas pessoas têm sintomas leves, pelo que, não sabem que têm daltonismo (deficiência de cor). Os pais só podem notar um problema na criança quando esta está a aprender as cores.
Os sintomas incluem:
  • Dificuldade em ver as cores e o brilho das cores de forma habitual
  • Incapacidade de dizer a diferença entre tons de cores iguais ou semelhantes, especialmente vermelho e verde, ou azul e amarelo.
  • Exceto na forma mais grave, a cor não afeta a nitidez da visão. A incapacidade de ver qualquer cor e ver tudo apenas em tons de cinza é chamada acromatopsia. Esta condição rara é frequentemente associada com ambliopia, nistagmo (movimento involuntário rápido dos olhos), sensibilidade à luz e visão pobre.

Causas de daltonismo

A maioria das pessoas com daltonismo nasce com a condição (condição congênita). Defeitos de visão de cores congênita, geralmente passam da mãe para o filho.
Estes defeitos são devidos à falta parcial ou completa de foto-receptores sensíveis à luz (cones) na retina, que é a camada de células nervosas sensíveis à luz que revestem a parte posterior do olho. Cones ajudam a distinguir as cores vermelho, verde e azul.
A maioria dos problemas de visão de cores que ocorrem mais tarde ao longo da vida são resultado de uma doença, trauma, efeitos tóxicos de drogas, doença metabólica ou doença vascular. Daltonismo a partir de doença é menos compreendido do que os problemas congênitos, específicos da doença. Geralmente, daltonismo afeta ambos os olhos, e geralmente piora com o tempo. Daltonismo adquirido pode ser o resultado de danos na retina ou no nervo óptico.

Diagnóstico de daltonismo

Alguns testes podem medir o quão bem você reconhece cores diferentes.
Num tipo de teste, você terá de olhar para conjuntos de pontos coloridos e tentar encontrar um padrão, tal como uma letra ou número. Os padrões que você consegue visualizar ajudam o médico a saber quais são as cores que você tem dificuldade em reconhecer.
Noutro tipo de teste, o paciente tem de organizar fichas coloridas por ordem e de acordo com o quão semelhantes são as cores. As pessoas com problemas de visão de cores não conseguem organizar as fichas coloridas de modo correto.
Atendendo a que um problema de visão de cores pode ter algum impacto na vida de uma pessoa, é importante detetar o problema, o mais cedo possível. Em crianças, os problemas de visão de cores podem afetar as habilidades de aprendizagem e desenvolvimento da leitura. Os problemas de visão de cores também podem limitar as escolhas de carreira que exigem que você saiba distinguir as cores. A maioria dos especialistas recomenda exames oftalmológicos de triagem para crianças com idades entre os 3 e os 5 anos. Os exames oftalmológicos são recomendados para todas as crianças, pelo menos uma vez antes de entrarem na escola, de preferência entre as idades de 3 e 4 anos.

Tratamento de daltonismo

Os problemas de visão de cores que são herdados não podem ser tratados ou corrigidos.
Para o tipo mais comum de daltonismo, nomeadamente uma deficiência para as cores verde e vermelha, nenhum tratamento é necessário, porque as pessoas funcionam normalmente. A pessoa pode não estar ciente de que não vê as cores da forma como elas são vistas pelos outros.
Alguns problemas de visão de cor adquirida podem ser tratados, dependendo da causa. Por exemplo, se uma catarata estiver a causar um problema com a visão de cores, a cirurgia que remove a catarata pode restaurar a visão normal das cores.
Você pode encontrar formas de ajudar a compensar um problema de visão de cores, tais como:
  • O uso de lentes de contato coloridas. Estas podem ajudá-lo a ver as diferenças entre as cores. Mas estas lentes não oferecem visão normal das cores e podem distorcer objetos.
  • O uso de óculos que bloqueiam o brilho. Pessoas com problemas severos de visão de cores podem ver melhor as diferenças entre as cores quando existe menos brilho.
  • Aprender a controlar pistas como brilho ou localização, em vez de cores. Por exemplo, você pode aprender a ordem das três luzes coloridas num sinal de trânsito.

Prevenção de daltonismo


Geralmente, o daltonismo é detetado durante um exame oftalmológico de rotina. As crianças devem ser testadas para o daltonismo. Esta condição não pode ser prevenida, mas esta não representa uma ameaça para a saúde global de uma pessoa. Embora possa ser inconveniente para algumas pessoas, esta condição não tem grande impacto na sua vida cotidiana.



Também poderá gostar de ler:
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL