sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Coceira no ânus - Causas e tratamento de coceira no ânus

Coceira no ânus causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção cuidados alivio
Coceira no ânus ou prurido anal é uma condição comum. A coceira situada no ânus ou em torno dele é muitas vezes intensa e pode ser acompanhada por um forte desejo de arranhar. Você pode ter uma sensação de que a coceira no ânus se torna embaraçosa e desconfortável.
Coceira no ânus pode ter muitas causas, tais como problemas de pele, hemorroidas e lavar muito ou não lavar de modo suficiente o ânus.
Se o prurido anal for persistente, fale com o seu médico. Com as medidas de tratamento e auto-cuidado apropriado, a maioria das pessoas obtém alívio completo da coceira no ânus.

Sintomas de coceira no ânus

O prurido anal pode ser associado a vermelhidão, ardor e dor. A coceira e a irritação podem ser temporárias ou mais persistentes, dependendo da causa.

Causas de coceira no ânus

Possíveis causas de prurido anal incluem:
  • Hábitos de higiene pessoal. A sua rotina de cuidados da pele pode incluir produtos ou comportamentos que irritam a pele. Estes incluem muita lavagem, lavar muito pouco, uso de sabão, toalhetes úmidos ou papel higiênico com corantes e perfumes.
  • Infecções. Infecções sexualmente transmissíveis podem envolver o ânus e causar prurido anal. Vermes podem causar prurido anal persistente. Outros parasitas podem causar prurido similar. Infecções fúngicas que geralmente afetam as mulheres também podem causar coceira na região anal.
  • Doenças da pele. Por vezes, a coceira associada ao ânus é resultado de uma doença de pele específica, como a psoríase ou dermatite de contato.
  • Outras condições médicas. Estas incluem diarreia crônica, hemorroidas, tumor anal e doenças que afetam todo o corpo, como a diabetes.


Coceira no ânus a longo prazo

O seu médico de cuidados primários pode não ser capaz de identificar a causa da sua coceira no ânus. Se a causa não puder ser identificada e tratada, você pode sentir coceira por longos períodos de tempo.
Se você tiver coceira crônica ou grave, você pode sentir-se constrangido, ansioso ou deprimido. Como muitas vezes o desejo de coçar piora durante a noite, o seu sono também pode ser perturbado, deixando você sentir-se cansado durante o dia.
Fale com o seu médico de família se a coceira estiver a provocar ansiedade ou depressão, ou se ela estiver a afetar significativamente o seu sono.

Diagnóstico para coceira no ânus

O seu médico pode ser capaz de diagnosticar a causa da sua coceira, simplesmente formulando perguntas sobre os seus sintomas, história médica e hábitos pessoais. Se houver suspeita da presença de vermes, o médico pode sugerir a elaboração de um teste especifico para verificar a sua presença. Ele também pode promover um exame físico, incluindo um exame retal digital.
Se a causa da sua coceira na área anal não for óbvia, o seu médico pode encaminhá-lo para um especialista da pele (dermatologista) ou um médico que se especializa no tratamento de problemas retais e anais (proctologista). Este pode ainda promover outros testes, como proctoscopia ou colonoscopia para analisar melhor o seu trato digestivo. Também se torna possível que a causa da coceira nunca seja identificada.

Tratamentos para coceira no ânus

O tratamento de prurido anal depende da causa do problema, mas pode incluir a tomada de medidas de auto-cuidado, como creme anti-coceira de venda livre ou tratar uma infecção ou hemorroida subjacentes à condição.
Se os sintomas piorarem durante a noite, o médico pode prescrever um anti-histamínico oral, até que um creme anti-coceira possa ser usado.
Com os devidos cuidados, a maioria das pessoas experimentam alívio da coceira anal. Consulte o seu médico se a coceira persistir.

Prevenção de coceira no ânus

Prevenção de coceira anal envolve principalmente lavar corretamente a área, mantendo-a limpa, fresca e seca, e evitar substâncias irritantes. Se você já tiver prurido anal, tente estas medidas de auto-cuidado:
  • Limpar suavemente. Após as evacuações, limpe a área com água ou sabão neutro. Use por exemplo uma garrafa de água que possa apertar para projetar a água sem tocar na área. Não esfregue. O objetivo é manter a área limpa sem irritar ainda mais a pele.
  • Quando viajar de avião, use uma garrafa vazia que permita um aperto e que você possa encher facilmente com água nas casas de banho.
  • Secar completamente. Após a limpeza, seque a área com papel higiênico ou com uma toalha, ou use um secador de cabelo. Pó de talco pode ajudar a manter a área seca. Evite pó de amido de milho, o que pode favorecer o crescimento bacteriano. Você pode colocar uma bola de algodão umedecido ou seco contra o ânus para ajudar a absorver a úmidade. Substitua-o conforme necessário.
  • Não arranhar. Arranhar ainda irrita mais a pele e leva a inflamação persistente. Você pode encontrar algum alívio através da aplicação de uma compressa fria na área ou tomando um banho com água morna. Apare as suas unhas para as manter curtas e use luvas de algodão enquanto estiver a dormir, para ajudar a evitar a coceira.
  • Usar roupas íntimas de algodão e roupas largas. Isto ajuda a manter a área seca. Evite usar meia-calça e outras peças de vestuário que possam prender a umidade.
  • Evitar irritantes. Evite banhos de espuma, desodorizantes genitais, sabonetes perfumados, toalhetes úmidos, produtos de hamamélis e outros itens que possam irritar a área anal. Corte ou evite o café, cola, álcool, frutas cítricas, chocolate, alimentos picantes, tomate e alimentos que possam causar diarreia. Evite o uso excessivo de laxantes.
  • Aplicar pomadas ou géis. Proteja a sua pele da umidade através da aplicação de uma camada fina de uma pomada de óxido de zinco (Desitin, Balmex) ou vaselina. Você também pode usar um creme com 1 % de corticosteroide (creme preparado anti-coceira) duas ou três vezes por dia para aliviar a coceira. Não use este tipo de creme por mais de duas semanas, por causa de possíveis efeitos colaterais, tais como afinamento da pele.
  • Manter os movimentos intestinais regulares e firmes. Se as fezes moles ou evacuações frequentes forem um problema, adicione gradualmente fibras à sua dieta. Suplementos de fibras, como Metamucil ou Citrucel, também podem ajudar.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL