quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Ataxia - Causas e tratamento de ataxia

Ataxia causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção
Ataxia é um termo usado para um grupo de doenças que afetam a coordenação, equilíbrio e fala. Qualquer parte do corpo pode ser afetada, mas pessoas com esta condição, muitas vezes têm dificuldades com:
  • Equilíbrio e caminhar
  • Falar
  • Deglutir
  • Executar tarefas que exigem um alto grau de controle, tais como escrever e comer
Os sintomas e a gravidade de ataxia variam de pessoa para pessoa.

Tipos de ataxia

Existem muitos tipos diferentes de ataxia, mas podem ser divididos em três grandes categorias:
  • Ataxia adquirida - Em que os sintomas se desenvolvem como resultado de um trauma, um acidente vascular cerebral, esclerose múltipla, um tumor cerebral, deficiências nutricionais ou outros problemas que danificam o cérebro ou o sistema nervoso
  • Ataxia hereditária - Onde os sintomas se desenvolvem lentamente ao longo de muitos anos e são causadas por genes defeituosos que uma pessoa herda de seus pais, em que o tipo mais comum é a ataxia de Friedreich
  • Ataxia idiopática cerebelar de início tardio - Onde o cérebro recebe dano progressivo ao longo do tempo por razões que não são claras

Causas de ataxia

Geralmente, a condição resulta de danos para uma parte do cérebro chamada cerebelo, mas também pode ser causada por danos noutras partes do sistema nervoso.
Este dano pode ser parte de uma doença subjacente tais como esclerose múltipla, mas também pode ser causada por uma lesão na cabeça, falta de oxigênio para o cérebro ou consumo excessivo de álcool por um longo período de tempo.
Ataxia hereditária é causada por um gene defeituoso transmitido por membros da família, que podem ou não ser afetados.


Sintomas de ataxia

A condição pode desenvolver-se ao longo do tempo ou surgir subitamente. Ataxia, que é um sinal de um grande número de distúrbios neurológicos, pode causar:
  • Má coordenação
  • Andar cambaleante e uma tendência para tropeçar
  • Dificuldade com tarefas motoras finas, como comer, escrever ou abotoar uma camisa
  • Mudança no discurso
  • Movimentos de vai-e-vem involuntários dos olhos (nistagmo)
  • Dificuldade de deglutição


Quando consultar um médico

Se você não está ciente de ter uma condição que causa ataxia, como a esclerose múltipla, consulte o seu médico se:
  • Tiver perda de equilíbrio
  • Perder a coordenação muscular numa mão, braço ou perna
  • Tiver dificuldade para caminhar
  • Tiver dificuldade em engolir

Diagnóstico de ataxia

Se você tem ataxia, o médico irá procurar uma causa tratável. Além de realizar um exame físico e um exame neurológico, incluindo a verificação da sua memória e concentração, visão, audição, equilíbrio, coordenação e reflexos, o médico pode solicitar exames laboratoriais, incluindo:
  • Estudos de imagem. A tomografia computadorizada ou ressonância magnética do cérebro podem ajudar a determinar as potenciais causas. Por vezes, uma ressonância magnética pode mostrar encolhimento do cerebelo e de outras estruturas do cérebro nas pessoas com a condição.
  • Punção lombar. Uma agulha é inserida na sua parte inferior das costas (região lombar) entre dois ossos lombares (vértebras) para remover uma amostra de fluido cerebrospinal. O fluido, que rodeia e protege o cérebro e medula espinhal será enviado para um laboratório para análise.
  • Os testes genéticos. O médico pode recomendar testes genéticos para determinar se você ou o seu filho têm a mutação genética que motiva uma das condições atáxicas hereditárias. Testes de genes estão disponíveis para muitas, mas não para todas as ataxias hereditárias.


Tratamento da ataxia

Na maior parte dos casos não existe nenhuma cura para a ataxia e o tratamento de suporte serve apenas para controlar os sintomas, quando necessário.
Estes procedimentos podem incluir:
  • Terapia de fala e linguagem, para ajudar com problemas de fala e deglutição
  • Fisioterapia para ajudar a melhorar problemas de movimento
  • Terapia ocupacional para ajudar o paciente com os problemas do dia-a-dia
  • Medicação para controlar problemas musculares, problemas na bexiga, coração e olhos
Nalguns casos, o tratamento da causa subjacente pode melhorar a ataxia ou interrompê-la.


Perspetiva para ataxia

As perspetivas para a ataxia podem variar consideravelmente e dependem em grande medida do tipo de ataxia existente. Alguns tipos de ataxia podem permanecer relativamente estáveis ou mesmo melhorar com o tempo, mas a maioria vai piorar progressivamente ao longo de muitos anos.
Geralmente, a expetativa de vida é mais curta do que o normal para pessoas com ataxia hereditária, embora algumas pessoas possam viver bem até aos 50 anos, 60 anos ou até mais. Em casos mais graves, a doença pode ser fatal na infância ou início da idade adulta.

Para uma condição adquirida, as perspetivas dependem da causa subjacente. Alguns casos podem melhorar ou permanecer constantes, enquanto que outros casos podem piorar gradualmente ao longo do tempo e reduzir a expetativa de vida.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL