sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Tontura - Causas e tratamento de tontura

Tontura causas sintomas tratamento
Tontura é um termo usado para descrever uma sensação de falta de equilíbrio, instabilidade, sensação de que os objetos em volta de si giram ou sensação de que está a girar sobre si mesmo. As causas mais comuns associadas à condição são o desequilíbrio do fluido do ouvido interno ou a falta de oxigênio no sangue. Tontura pode ser aguda (duração até 3 dias) ou crônica (dura mais de 3 dias) e estas podem durar desde segundos até algumas horas.

Causas de tontura

Tontura pode piorar durante determinadas atividades ou quando você se move de uma determinada maneira. O risco pode aumentar à medida que envelhecemos, já que as pessoas tornam-se mais facilmente afetadas por uma infecção e por uma diminuição nas habilidades de visão, audição e faculdades motoras. Outras condições também podem aumentar o risco de tontura, e estas incluem:
  • Uma infecção, cirurgia ao ouvido ou uma condição interna do ouvido, como a doença de Ménière
  • Acidente vascular cerebral, um tumor cerebral ou um traumatismo craniano recente
  • Uma lesão que faz com que motiva uma grande quantidade de perda de sangue
  • Problemas cardíacos ou de pressão arterial
  • A exposição a produtos químicos ou uso de álcool a longo prazo
  • Medicamentos utilizados para tratar a hipertensão arterial, distúrbios convulsivos, ou ansiedade e depressão
  • Um distúrbio nervoso, como a esclerose múltipla.

Sinais e sintomas de tontura

Os sintomas podem incluir:
  • Sensação de que o que se encontra à sua volta se move, mesmo que você esteja parado
  • Zumbido nos ouvidos ou perda de audição
  • Sensação de desmaio ou vertigens
  • Fraqueza ou instabilidade
  • Visão dupla ou movimentos oculares que você não consegue controlar
  • Náusea ou vômitos
  • Confusão

Quando consultar um médico

Procure ajuda médica de emergência se sentir tonturas com:
  • Uma dor de cabeça súbita ou grave
  • Vômitos em curso
  • A mudança repentina na fala, visão ou audição
  • Dificuldades em andar ou tropeçar
  • Desmaio
  • Dor no peito ou um ritmo cardíaco irregular
  • Dormência ou fraqueza
  • Falta de ar
  • Febre alta
  • Um pescoço muito rígido
  • Um ferimento na cabeça
  • Convulsões
Consulte o seu médico se sentir tontura recorrente, súbita, severa ou se passar por episódios prolongados de tontura, sensação de desmaio ou vertigem.

Diagnóstico de tontura

O médico pode pedir informações sobre quando as tonturas começaram, quanto tempo elas duram, o que normalmente está fazendo quando as sente e o que acontece exatamente antes delas ocorrerem. Ele também poderá perguntar se você tem outras condições de saúde e se você toma qualquer medicamento. Depois, irá verificar a sua pressão arterial e pulso para verificar se a sua tontura pode estar relacionada com o seu coração, podendo verificar a sua força, reflexos e a forma como você anda. Você também pode precisar de qualquer um dos seguintes testes para ajudar a encontrar a causa do problema:
  • Um eletrocardiograma, que regista a atividade elétrica do seu coração para verificar problemas.
  • Exames de sangue, que irão mostrar se o seu nível de açúcar no sangue está baixo, se você tem uma infecção, ou se está a perder sangue.
  • Imagens do cérebro para verificar se você teve um acidente vascular cerebral ou traumatismo craniano. As imagens também podem mostrar um tumor ou outro problema no seu cérebro. Você poderá ser administrado com contraste liquido para ajudar a melhorar as imagens do seu cérebro. Diga ao médico se você já teve uma reação alérgica ao contraste líquido. Não entre na sala de exames com qualquer coisa de metal. O metal pode causar ferimentos graves. Diga ao médico se você tem qualquer metal dentro ou sobre o seu corpo.

Tratamento da tontura

Tonturas, muitas vezes ficam melhor sem tratamento. Dentro de um par de semanas, o corpo normalmente adapta-se a tudo o que está a causar as tonturas.
Se você procurar tratamento, o seu médico irá procurar a causa da sua condição e dos seus sintomas. Ele pode incluir medicamentos e exercícios de equilíbrio. Mesmo que nenhuma causa seja encontrada, mas as tonturas persistirem, medicamentos e outros tratamentos podem tornar os seus sintomas mais controlados.


Medicamentos

Medicamentos que podem se utilizados no tratamento das tonturas incluem:
  • Pílulas de água. Se você tiver a doença de Ménière, o seu médico pode prescrever uma pílula de água (diurético). Esta, juntamente com uma dieta de baixo teor de sal pode ajudar a reduzir a quantidade de crises de tonturas.
  • Medicamentos que reduzem as tonturas. Os anti-histamínicos, tais como meclizina (Antivert) podem oferecer alívio a curto prazo para a tontura. Anticolinérgicos podem ajudar a melhorar a condição.
  • Medicamentos anti-náusea. O seu médico pode prescrever um medicamento para proporcionar alívio imediato de náusea. Alguns podem causar sonolência.
  • Medicamentos anti-ansiedade. Diazepam (Valium) e alprazolam (Xanax) estão incluídos numa classe de medicamentos chamados benzodiazepínicos, que podem causar dependência. Estes, também podem causar sonolência.
  • Medicina preventiva para a enxaqueca. Certos medicamentos podem ajudar a prevenir ataques de enxaqueca.


Terapia

Terapias que podem contribuir para melhorar a condição podem incluir:
  • Manobras de posicionamento da cabeça. Uma técnica chamada de reposicionamento (ou manobra de Epley) geralmente ajuda a resolver vertigem posicional paroxística benigna mais rapidamente do que uma simples espera de que as tonturas desapareçam. Isto pode ser feito pelo seu médico, fonoaudiólogo ou fisioterapeuta, e envolve a manobra da posição da sua cabeça. Esta terapia, geralmente torna-se eficaz após um ou dois tratamentos. Antes de se submeter a este procedimento, fale com o seu médico.
  • Terapia de equilíbrio. Você pode aprender exercícios específicos para ajudar a tornar o seu sistema de equilíbrio menos sensível ao movimento. Esta técnica de terapia física é chamada de reabilitação vestibular. Ela é usada em pessoas com vertigem decorrente de condições do ouvido interno, como neurite vestibular.
  • Psicoterapia. Este tipo de terapia pode ajudar pessoas cujas tonturas sejam causadas por distúrbios de ansiedade.


Estilo de vida e remédios caseiros


Geralmente, as tonturas desaparecem por conta própria. Se você tende a experimentar episódios repetidos de tontura, considere estas dicas:

  • Esteja ciente da possibilidade de perder o equilíbrio, o que pode levar a queda e ferimentos graves.
  • Evite mover-se de repente e ande com uma bengala para manter a sua estabilidade, se necessário.
  • Adapte a sua casa, removendo riscos de tropeçar, tais como tapetes e fios elétricos expostos. Use tapetes antiderrapantes na sua banheira e chuveiro. Use uma boa iluminação.
  • Sente-se ou deite-se imediatamente quando sentir tonturas. Deite-se com os olhos fechados num quarto escuro, se estiver a passar por um episódio grave de vertigem.
  • Evite dirigir um carro ou operar máquinas pesadas se sentir tonturas frequentes, sem aviso prévio.
  • Evite o uso de cafeína, álcool, sal e tabaco. O uso excessivo destas substâncias pode piorar os seus sinais e sintomas.
  • Beba bastantes líquidos, mantenha uma dieta saudável, durma o suficiente e evite o estresse.
  • Se a sua tontura for causada por um medicamento, fale com o seu médico sobre a interrupção ou diminuição da dose.
  • Se as suas tonturas aparecerem com náuseas, tente um anti-histamínico (sem necessidade de receita), tais como meclizina (Antivert) ou um que contenha dimenidrinato (Dramamine). Estes podem causar sonolência.
  • Se a sua tontura for causada por superaquecimento ou desidratação, descanse num local fresco e beba água ou uma bebida esportiva (Gatorade, Powerade, outros).


Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL