sábado, 7 de janeiro de 2017

Flatulência ou gases intestinais

Flatulência causas sintomas diagnóstico prevenção tratamento duração prognóstico
Designa-se de flatulência ou gases, quando ocorre a passagem de gases intestinais, através do reto. Gases que passam são normais, e cada ser humano faz isso pelo menos 14 vezes por dia, consciente ou inconscientemente. Por vezes, os gases acontecem mais frequentemente do que o esperado, e isso pode tornar-se um problema embaraçoso. Flatulência extrema pode mesmo interferir com a capacidade de uma pessoa para trabalhar e conviver confortavelmente com outras pessoas.
A maioria dos casos de gases estão relacionados a fatores que podem ser controlados. Isto ocorre porque, geralmente,  os gases intestinais têm origem em duas fontes, através do ar engolido ou do trabalho das bactérias intestinais no alimento não digerido.

Causas de flatulência

Engolir ar é uma das causas do problema. Embora grande parte deste ar seja engolido, uma pequena quantidade passa para o intestino e para o exterior através do reto. As pessoas engolem ar de muitas formas diferentes, nomeadamente:
  • Inconscientemente, ao falarem, especialmente quando estão chateadas, animadas ou nervosas
  • Comer ou beber demasiadamente depressa
  • Usar goma de mascar
  • Fumar
  • Ingerir bebidas carbonatadas
As bactérias nos intestinos também podem produzir gás, quando processam alimentos que passam para o cólon sem ser digeridos na parte superior do trato digestivo. Alguns exemplos comuns de alimentos que tendem a causar gases incluem:
  • Os alimentos ricos em fibras - Estes incluem frutas, feijão, ervilhas e farelo de aveia.
  • Os alimentos que contêm frutose - A frutose é um açúcar simples que ocorre naturalmente em muitas frutas, especialmente figos, tâmaras, ameixas, peras e uvas, mas também é encontrada em pequenas quantidades em cebolas, espargos, alcachofras e trigo. Frutose, por vezes, é adicionada como um adoçante de refrigerantes, bebidas de frutas e alguns biscoitos e bolos.
  • Vegetais que contêm rafinose - A rafinose é um açúcar complexo encontrado em muitos vegetais crucíferos (repolho, couve de Bruxelas, brócolis, couve-flor) e nos grãos. Feijão também contêm estaquiose, outra forma de açúcar mal digerido.
  • Sorbitol - O sorbitol é usado para adoçar muitas gomas sem açúcar e doces, e também pode ser adicionado como um ingrediente inerte nos medicamentos.
  • Os produtos lácteos que contêm lactose - As pessoas que são intolerantes à lactose, têm dificuldade em digerir o leite, queijo, sorvete e outros produtos lácteos. Essas pessoas têm níveis anormalmente baixos de lactase, uma enzima necessária para digerir a lactose. A intolerância à lactose é especialmente comum entre os afro-americanos, nativos americanos e asiáticos. Ela pode aparecer à medida que  as pessoas envelhecem, mesmo que não tenham problemas para digerir o leite como uma criança ou adulto jovem.
  • Menos comumente, os gases podem ser um efeito colateral de certos medicamentos, especialmente colestiramina (Questran), usada para tratar o colesterol elevado.

Sintomas de flatulência

A flatulência é a passagem de gases intestinais, voluntária ou involuntária. Algumas pessoas também reclamam de inchaço abdominal, mas outras não.


Quando consultar um médico

Por si só, a flatulência raramente é um sinal ou sintoma de uma doença grave. O problema pode causar desconforto e constrangimento, mas normalmente é apenas um sinal de um sistema digestivo a funcionar normalmente. Se você sentir-se incomodado com gases intestinais, tente mudar a sua dieta.
No entanto, consulte o seu médico se os seus gases forem persistentes ou graves, ou se estiverem associados a vômitos, diarreia, constipação, perda de peso involuntária, sangue nas fezes ou azia.

Diagnóstico de flatulência

Normalmente, uma pessoa com flatulência está consciente da passagem de gás. Por vezes, a situação é mais problemática para outros membros da família ou colegas de trabalho.
Para investigar a causa, examine o seu estilo de vida, especialmente a maneira de comer as suas refeições:
  • Você costuma engolir a sua comida muito depressa?
  • Você bebe muitas bebidas carbonatadas ou come um monte de frutas ricas em fibras e legumes, produtos lácteos e alimentos sem açúcar ou diet? Mantenha um diário para registar o que você come e bebe e aponte a gravidade dos seus sintomas.
  • Se você suspeitar que o problema está relacionado com a medicação, não pare de tomar o seu medicamento. Consulte o seu médico para aconselhamento.
  • Se tem intolerância à lactose, considere parar todos os produtos à base de leite por duas semanas.

Tratamento de flatulência

Você pode reduzir o problema ao promover algumas medidas como:
  • Medidas preventivas
  • Medicamentos sem necessidade de receita médica que contenham simeticona (Mylanta II, Maalox II, Di-Gel) ou bismuto (Pepto-Bismol, Bismatrol)
Se for intolerante à lactose, considere tomar comprimidos ou líquidos que contenham a enzima lactase antes de comer ou beber alimentos que contenham leite.
Produtos lácteos com lactose reduzida estão disponíveis em alguns supermercados.


Prevenção de flatulência

Muitas vezes você pode evitar a flatulência, modificando os seus hábitos alimentares e dieta:
  • Coma e beba devagar, num ambiente calmo. Mastigue bem os alimentos antes de engolir.
  • Evite os alimentos que mais comumente causam flatulência, como feijão, alimentos ricos em fibras, vegetais crucíferos, bebidas carbonatadas e produtos sem açúcar que contêm sorbitol. Depois, gradualmente, adicione-os à sua dieta novamente, um por um, e mantenha ao mesmo tempo o controle dos seus sintomas. Isto deve permitir a determinação de quais os alimentos que desencadeiam a flatulência. Depois, você pode evitá-los.
  • Se você precisar de adicionar mais fibras à sua dieta, aumente a sua fibra lentamente durante um período de dias ou semanas. Um aumento repentino em fibra dietética desencadeia muitas vezes gases, mas com um aumento gradual tal não acontece.


Duração

O tempo que dura a flatulência depende da sua causa. Se a flatulência estiver relacionada com os hábitos alimentares ou fatores dietéticos, muitas vezes desaparece rapidamente, uma vez que você identifica a origem do problema e promove as mudanças necessárias na dieta ou estilo de vida.


Prognóstico

Muitas vezes, os gases podem ser controlados com algumas pequenas alterações na dieta ou estilo de vida.

Nenhum comentário:
Postar um comentário

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL