sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Dor muscular

Dor muscular causas tratamento prevenção
Dor muscular é uma queixa comum, sendo mais frequentemente relacionada com o uso excessivo do músculo ou lesão muscular devido a exercício ou trabalho que ultrapassa o normal, para uma determinada pessoa. Nestas situações, a causa da dor é bastante óbvia. No entanto, a dor pode acompanhar muitas outras condições tais como uma doença infecciosa, doença auto-imune, as parasitoses e outros problemas. Esta dor pode acompanhar outros sintomas, como dor nas articulações (artralgia), febre ou mal-estar geral.

Dor no músculo sem trauma físico ou excesso de uso, é muitas vezes devida a infecções virais. Dor de mais longo prazo pode indicar uma miopatia metabólica, deficiências nutricionais ou síndrome de fadiga crônica.


Causas

Lesão muscular pode resultar de exercício excessivo. Normalmente, o músculo cura-se em cerca de 48 horas, no caso do uso não ser extremamente excessivo. Quando, em qualquer altura, os músculos ficam doloridos após o exercício, isso indica algum grau de lesão muscular.
Algumas das causas mais comuns incluem:
  • Tensão ou estresse
  • O uso excessivo do músculo, quer em termos de frequência, quer em termos de intensidade
  • Lesão ou trauma, incluindo entorses e distensões
  • Fibromialgia
  • Doenças auto-imunes, como a polimiosite ou dermatomiosite
  • Infecções/infestações do músculo como o abscesso estafilocócico (pyomyositis) ou triquinose
  • Infecções generalizadas, como a gripe, malária, febre maculosa, poliomielite, leptospirose, febre da mordida de rato, sarampo ou febre reumática
  • Drogas, incluindo a anfotericina B, carbenoxolona, cloroquina, clofibrato, corticosteroides ou hydroxychloroquine.

Sintomas


Dor muscular motiva vários sintomas, mas a manifestação de sintomas também depende da área que está a ser afetada.

Dor que é muitas vezes grave é o mais proeminente entre os sintomas desta condição. O aparecimento da dor é usualmente súbito e dura durante alguns dias a algumas semanas, dependendo da intensidade e da causa da dor, mas esta também pode ser associada com rigidez e espasmo.
Casos agudos de dor no músculo podem tornar-se severamente incapacitantes em alguns indivíduos afetados.
Casos crônicos de dor são marcados por dor e rigidez após períodos de inatividade, e a dor geralmente alivia após implementação de exercício razoável.
A dor no músculo pode afetar a área cervical com peso na cabeça acompanhada de dor de cabeça occipital.
Dor no músculo cervical também se pode manifestar com diminuição da visão e problemas de deglutição e dormência da face.
Dificuldade em respirar e expirar também podem ser experimentados com o envolvimento do tórax.
Batimento cardíaco irregular também pode ser um sintoma associado à dor que se sente, quando esta envolve o coração, podendo ter potencial para parada cardíaca.
Sensibilidade da área afetada também pode ser observada.
Outros sinais e sintomas que acompanham a condição também podem incluir:

  • Náusea e vômito
  • Início da febre
  • Ansiedade e depressão
  • Rigidez
  • Vertigem
  • Dormência e formigamento nos braços ou noutras partes do corpo



Diagnóstico


A dor muscular é um sintoma e não uma condição. O desenvolvimento da desta dor é muitas vezes associada a outras doenças ou distúrbios pelo que a condição é normalmente uma resposta inflamatória.

O diagnóstico é dirigido para a condição subjacente existente que desencadeou o início do problema, e isso pode incluir o método de diagnóstico que se segue:

  • Anamnese é o passo inicial para identificar o gatilho de dor muscular. O processo inclui o histórico de saúde completo, que inclui as doenças anteriores e atuais, lesões e inclusive os medicamentos que estão a ser tomados.
  • O exame físico também deve ser incluído no âmbito do processo de diagnóstico. O processo é benéfico para identificar a possível causa da dor. Evidência de rigidez ou fraqueza pode ser observada através do caminhar e da postura do indivíduo afetado.
  • Exames de sangue podem tornar-se úteis na deteção de inflamação e para descartar as condições subjacentes que possam estar a causar o problema no músculo.


Tratamento da dor muscular

Repouso e exercício são importantes no tratamento deste tipo de dor. As dores musculars que ocorrem por excesso de uso e trauma costumam responder bem ao frio e/ou quente, massagens e diminuição temporária do uso do músculo, ou descanso. Calor, banhos quentes, massagens, exercícios e alongamento suave após um período de descanso, devem ser usados tão frequentemente quanto possível. O exercício físico regular (aumentando lentamente de muito suave a muito vigoroso) pode ajudar a restaurar o tônus muscular adequado (caminhada, ciclismo e natação são recomendados).
Dores musculares associadas a doenças específicas, são melhor controladas através de tratamento da doença primária, de acordo com as instruções dadas pelo seu prestador de cuidados de saúde.

Consulte um médico se as dores musculares persistirem para além de 3 dias ou se sentir uma dor grave ou inexplicável, especialmente se for acompanhada por outros sintomas inexplicáveis.


Prognóstico para dor muscular

Para dores musculares, o prognóstico depende da causa subjacente. Basicamente, uma dor no músculo pode ser aguda ou crônica.
Na maioria dos casos, ela é o resultado de tensão no músculo e pode ter uma história inofensiva. Geralmente, lesões musculares leves ou músculos puxados podem ser ultrapassadas sem complicações. Isto também se aplica a fissuras musculares se você implementar uma protecção e tratamento suficiente dos músculos relevantes (por exemplo, com calor). Quando existe tensão muscular, é aconselhável promover tratamento numa fase inicial.
Quando uma doença  motiva as dores nos músculos, o prognóstico deprende em particular da cura da doença subjacente.


Prevenção de dores musculares


Você só pode prevenir as dores musculares através de medidas como evitar lesões musculares e tensão muscular, que estão entre os gatilhos mais comuns para as dores musculares.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL