domingo, 25 de dezembro de 2016

Deficiência de ferro: Causas, sintomas e tratamento

Deficiência de ferro causas diagnóstico tratamento
O ferro é um mineral dietético importante que está envolvido em várias funções corporais, incluindo o transporte de oxigênio no sangue, sendo essencial no fornecimento de energia para a vida diária. Deficiência de ferro resulta no esgotamento de reservas de ferro no seu corpo, podendo levar à fadiga, cansaço e diminuição da imunidade. Manter os seus níveis de ferro dentro de limites saudáveis é importante. Em alguns casos, os suplementos podem ser necessários. No entanto, o excesso de ferro no organismo pode-se acumular e causar toxicidade e até mesmo a morte. Não se auto-diagnostique e não tome suplementos de ferro a não ser que seja aconselhado pelo seu médico.

A deficiência de ferro é comum

Este é um problema de saúde comum. Grupos de alto risco incluem mulheres menstruadas, grávidas e lactantes, bebês e crianças, adolescentes e atletas do sexo feminino. Sem intervenção, uma pessoa cuja ingestão dietética de ferro seja insuficiente para atender às necessidades do seu corpo, acabará por esgotar os seus estoques de ferro e desenvolver anemia por escassez de ferro. É importante que você consulte o seu médico se suspeitar que pode ter falta de ferro.

Causas de deficiência de ferro

Algumas das causas mais comuns em adultos incluem:
  • Ingestão inadequada de alimentos. Existem dois tipos de ferro na dieta, ferro heme (encontrado no tecido animal) e ferro não-heme. O corpo absorve ferro heme muito mais facilmente do que o ferro não-heme. Existem muitas razões pelas quais a ingestão de ferro pode ser inadequada, incluindo uma dieta vegetariana mal balanceada, dieta de moda passageira ou crônica e acesso limitado a uma grande variedade de alimentos frescos, por exemplo, como resultado de viver em áreas remotas ou com baixo rendimento.
  • A perda de sangue. Escassos níveis de ferro ocorrem facilmente em situações de perda crônica de sangue. As causas comuns incluem períodos menstruais pesados, doação regular de sangue, hemorragias nasais regulares, doenças crônicas que envolvem sangramento (como úlceras pépticas, pólipos ou câncer no intestino grosso) e certos medicamentos, especialmente aspirina.
  • Aumento da necessidade. O surto de crescimento na adolescência, a gravidez e amamentação, são situações em que o corpo necessita de mais ferro. Se este aumento da necessidade não for satisfeito, uma deficiência pode ocorrer rapidamente.
  • Exercício. Os atletas são propensos a apresentar baixos níveis de ferro porque o exercício regular aumenta a necessidade de ferro no corpo, através de uma série de maneiras. Por exemplo, o treinamento duro promove a produção de células vermelhas do sangue, enquanto o ferro é perdido através do suor.
  • Incapacidade de absorver o ferro. Adultos saudáveis absorvem cerca de dez a quinze por cento de ferro na dieta, mas os corpos de algumas pessoas são incapazes de absorver ou usar ferro dos alimentos.

Sintomas


Inicialmente, a anemia ferropriva pode ser tão leve que passa despercebida. Mas à medida que o corpo se torna mais deficiente em ferro e a anemia piora, os sinais e sintomas intensificam-se.

Sintomas de anemia devida a baixos níveis de ferro podem incluir:

  • Fadiga extrema
  • Pele pálida
  • Fraqueza
  • Falta de ar
  • Dor no peito
  • Infecções frequentes
  • Dor de cabeça
  • Tonturas ou vertigens
  • Mãos e pés frios
  • Inflamação ou dor na língua
  • Unhas quebradiças
  • Batimento cardíaco rápido
  • Ânsia incomum para substâncias não-nutritivas, como gelo, sujeira ou amido
  • Falta de apetite, especialmente em lactentes e crianças com anemia por deficiência de ferro
  • Um formigamento incômodo ou sensação de rastejar em suas pernas (Síndrome das pernas inquietas)


Um declínio gradual em ferro

A maior parte das reservas de ferro do corpo estão dentro da hemoglobina das células vermelhas do sangue, que transportam oxigênio para o corpo. Ferro extra é armazenado no fígado, sendo usado durante algum tempo, quando a dieta é inadequada.
Se a sua necessidade de ferro na dieta não for cumprida, as reservas de ferro do seu corpo irão diminuir ao longo do tempo. Os efeitos incluem:
  • Esgotamento do ferro. Os níveis de hemoglobina são normais, mas o corpo só tem uma pequena quantidade de ferro armazenado, que acabará em breve. Esta fase geralmente não motiva sintomas óbvios.
  • A escassez de ferro. Reservas de ferro transmitidas pelo sangue são baixas e os níveis de hemoglobina caem abaixo do normal. Você pode experimentar alguns sintomas, incluindo cansaço.
  • Anemia ferropriva. Níveis de hemoglobina são tão baixos que o sangue não é capaz de fornecer oxigênio suficiente para as células. Os sintomas incluem aspeto muito pálido, falta de ar, tontura e fadiga. Função imunológica reduzida e o comprometimento do crescimento e da cognição também podem ser sintomas.

Tratamento para a deficiência de ferro

As quantidades de ferro do organismo são facilmente verificadas através de um exame de sangue. O tratamento depende do seu estado em termos de necessidade de ferro e pode incluir:
  • Tratamento de um problema subjacente. É muito importante que a causa da deficiência do ferro seja investigada e, se tiver uma causa médica, deve ser tratada de forma adequada.
  • Exaustão de ferro. Neste caso, serão fornecidas informações sobre alimentos ricos em ferro. Outro exame de sangue é levado a efeito cerca de seis meses depois para verificar se o seu nível de ferro melhorou.
  • A escassez de ferro. Aconselhamento dietético é dado e acompanhado de perto. Incentiva-se uma alimentação rica em ferro, enquanto alimentos e bebidas, como farelo, chá e café, que podem interferir na absorção de ferro não são recomendados com as refeições. Níveis de ferro serão revistos regularmente e podem ser prescritos suplementos.
  • Anemia ferropriva. Neste caso, suplementos de ferro são prescritos. Pode demorar seis meses a um ano para que o corpo possa reabastecer os seus estoques de ferro. Os seus níveis de ferro são revistos regularmente com exames de sangue.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL