sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Anisocoria ou diferentes tamanhos das pupilas dos olhos

Anisocoria causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção
Anisocoria é uma condição que corresponde a diferentes tamanhos das pupilas dos olhos numa mesma pessoa. A pupila do olho representa a área preta no centro da íris (parte colorida do olho). A pupila permite a entrada de luz na retina (o tecido sensível à luz que se localiza na parte posterior do olho).
Geralmente, anisocoria é uma condição que não tem nenhum efeito sobre a saúde geral dos seus olhos. Este tipo de situação é normalmente chamado de anisocoria fisiológica, uma condição comum, havendo cerca de uma em cada cinco pessoas que têm algum grau de diferença no tamanho das suas pupilas. No entanto, a condição também pode ser um sintoma de uma doença ocular grave, que pode incluir uma paralisia do terceiro nervo dos nervos cranianos e síndrome de Horner. Ambas as condições correspondem a desordens do sistema nervoso e podem ocorrer quando os nervos que chegam ao olho ficam danificados por um acidente vascular cerebral, tumor ou trauma. Diferença no tamanho das pupilas também pode resultar de uma infecção viral, sífilis, danos cirúrgicos, ou outra condição que afete a pupila, chamada pupila do tônico Adie.


Causas

O uso de colírio é uma causa comum de uma mudança inofensiva do tamanho da pupila. Outros medicamentos que permanecem nos olhos, incluindo a medicina de inaladores para asma, pode alterar o tamanho da pupila.
Outras causas de tamanhos desiguais das pupilas podem incluir:
  • Aneurisma
  • Sangramento dentro do crânio causada por traumatismo craniano
  • Tumor cerebral ou abscesso
  • Excesso de pressão num dos olhos causada por glaucoma
  • Aumento da pressão intracraniana, por causa do inchaço cerebral, hemorragia intracraniana, acidente vascular cerebral aguda, ou tumor intracraniano
  • A infecção das membranas de todo o cérebro (meningite ou encefalite)
  • Enxaqueca
  • Convulsões (diferença de tamanho das pupilas pode permanecer muito tempo depois de ocorrerem convulsões)

Sintomas

Por si só, a diferença no tamanho das pupilas dos olhos, raramente resulta em sintomas perceptíveis. Na verdade, por vezes, a condição só é descoberta quando você compara fotografias antigas e recentes de si mesmo e nota uma mudança na sua aparência.
No entanto, se anisocoria for um sintoma de uma doença ocular, geralmente você irá ter outros sintomas relacionados ao transtorno. Estes sintomas de transtorno de olho podem incluir:
  • Queda da pálpebra (ptose)
  • Movimento reduzido dos olhos
  • Dor nos olhos
  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Sudorese reduzida
Se você sentir algum destes sintomas associados à diferença no tamanho das suas pupilas, deve contatar o seu oftalmologista imediatamente.


Risco de ocorrência


Qualquer pessoa pode ter uma anisocoria fisiológica. Se você tiver fatores de risco para acidente vascular cerebral, tumores ou problemas no sistema nervoso, se usar drogas ou já teve uma lesão no olho, você pode estar em risco maior risco de obter a condição.

Diagnóstico

A finalidade do exame do olho para anisocoria é descobrir se a diferença no tamanho da pupila é simplesmente uma característica não-prejudicial aos seus olhos ou se é o sintoma de um problema ocular mais grave.
O seu oftalmologista irá examinar as suas pupilas, tanto em ambiente iluminado, como em ambiente escuro, para verificar se elas respondem à luz. Isso permite que o oftalmologista possa determinar qual das pupilas está a reagir de forma anormal. Se a diferença de tamanhos da pupila for maior com luminosidade, então, a pupila maior é anormal. Se a diferença de tamanho for maior no escuro, a pupila menor é anormal.

O oftalmologista também poderá realizar um outro exame. Com um microscópio especial, o médico é capaz de examinar o olho em pequenas e detalhadas secções, facilitando a detecção de anormalidades.
Muitos casos da condição são uma anisocoria fisiológica, que é simplesmente o resultado de diferenças normais nos olhos das pessoas, e não estão relacionadas com um problema de saúde.
Se você verificar outros sintomas, juntamente com a diferença no tamanho das suas pupilas, o seu oftalmologista irá realizar outros testes apropriados para analisar os sintomas. Dois distúrbios oculares para os quais a anisocoria é um sintoma comum, é a paralisia do terceiro nervo dos nervos cranianos e síndrome de Horner. Ambas, são desordens do sistema nervoso que podem ocorrer quando os nervos que chegam ao olho, são danificados por um acidente vascular cerebral, tumores ou trauma. Outras causas incluem:
  • Infecção viral
  • Sífilis
  • Danos. como resultado de cirurgia
  • Pupila tônica de Adie, uma condição neurológica em que um olho não se dilata ou responde à luz, tão bem como o outro

Tratamento

Anisocoria fisiológica não afeta a sua visão ou a saúde dos seus olhos, por isso não existe necessidade de tratamento. Se a condição estiver relacionada com outra doença ocular, o tratamento dependerá da causa.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL