segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Agnosia - Causas e tratamento de agnosia

Agnosia causas sintomas diagnóstico tratamento
Agnosia é a perda da capacidade de interpretar estímulos sensoriais. Uma pessoa com agnosia é ainda capaz de ver, cheirar ou ouvir, mas não pode interpretar o que está vendo, cheirando, ou ouvindo. Por exemplo, uma pessoa com uma visão perfeitamente boa pode perder a capacidade de reconhecer as pessoas. Assim, agnosia não é uma perda de capacidade sensorial, mas uma perda da capacidade de anexar significado para mensagens sensoriais.

Causas de Agnosia

A causa mais comum de agnosia é um problema neurológico, que pode ser induzido por traumatismo craniano, acidente vascular cerebral, ou outras lesões cerebrais. Quando a agnosia é causada por danos no cérebro, o dano é normalmente no occipital ou parietal. Algumas deficiências de desenvolvimento também podem causar agnosia.


Sintomas e sinais de agnosia

Pessoas com agnosia visual primária podem ter uma ou várias deficiências no reconhecimento visual, sem comprometimento da inteligência, motivação e/ou atenção. Alguns indivíduos afetados não têm a capacidade de reconhecer objetos familiares. Eles podem ver objetos, mas são incapazes de identificá-los. No entanto, os objetos podem ser identificados através do toque, som e/ou cheiro. Por exemplo, os indivíduos afetados podem não ser capaz de identificar um conjunto de chaves pela vista, mas pode identificá-las tocando-as com as suas mãos.
Alguns pesquisadores separam agnosia visual em duas grandes categorias: agnosia aperceptiva e agnosia associativa. Agnosia aperceptiva refere-se a indivíduos que não podem processar adequadamente o que vêem, o que significa que eles têm dificuldade para identificar formas ou diferenciar entre diferentes objetos (estímulos visuais). Os indivíduos afetados podem não ser capaz de reconhecer que a imagens do mesmo objeto de diferentes ângulos do mesmo objeto. Os indivíduos afetados podem ser incapazes de copiar (por exemplo, tirar uma foto) um objeto. Agnosia associativa refere-se a pessoas que não conseguem corresponder um determinado objeto com a sua memória. Eles podem descrever com precisão um objeto e até mesmo tirar uma foto do objeto, mas são incapazes de indicar qual é o objeto ou para que é usado. No entanto, se a pessoa disser verbalmente o nome do objeto, será capaz de descrever para o que é usado.
Nalguns casos, os indivíduos com agnosia visual primária não conseguem identificar pessoas com quem estão familiarizadas (prosopagnosia). Eles podem ver a pessoa de forma clara e podem descrever a pessoa (por exemplo, cabelo e cor dos olhos), mas não conseguem identificar a pessoa pelo nome. As pessoas com prosopagnosia podem identificar as pessoas pelo toque, cheiro, fala, ou pela maneira de andar. Nalguns casos raros, os indivíduos afetados não conseguem reconhecer a sua própria face.
Algumas pessoas têm uma forma de agnosia visual primária associado com a perda da capacidade de identificar o ambiente em seu redor. Os sintomas incluem a incapacidade de reconhecer lugares ou edifícios familiares. Os indivíduos afetados podem ser capazes de descrever um ambiente familiar a partir da memória e apontar para ele num mapa.
Simultanagnosia é caracterizada pela incapacidade de ler e incapacidade de ver um objeto como um todo. O indivíduo afetado pode ver partes da cena envolvente, mas não o todo. Existe uma incapacidade para compreender mais do que uma parte de uma cena visual de cada vez, ou incapacidade para coordenar as partes.
Em casos raros, as pessoas com agnosia visual primária podem não ser capaz de reconhecer ou apontar para diferentes partes do corpo (autotopagnosia). Os sintomas também podem incluir perda da capacidade de distinguir a esquerda da direita.

Tipos de agnosia

Uma pessoa com agnosia pode não perder a capacidade de interpretar todas as informações sensoriais. Ela pode, por exemplo, lutar apenas para reconhecer rostos ou letras. Existem vários sub-tipos de agnosia, incluindo:
  • Agnosia visual associativa - Tem capacidade de classificar os tipos de objetos, sem ser capaz de dizer o nome específico do objeto.
  • Prosopagnosia - Incapacidade de identificar rostos de pessoas conhecidas.
  • Agnosia receptiva - A incapacidade de ouvir música.
  • Agnosia somatossensorial - Dificuldade com estimulação tátil. Uma pessoa com esta condição pode não ser capaz de conceituar a textura de um objeto familiar.


Diagnóstico de agnosia


De acordo com as estatísticas, agnosia não é uma doença comum. Esta condição pode ocorrer devido a uma gama muito ampla de razões, e em cada caso individual, manifesta-se de diferentes maneiras. Estes fatores podem complicar seriamente o diagnóstico da agnosia diagnóstico, que muitas vezes requer um exame neurológico abrangente.
Os profissionais de saúde, ao diagnosticar agnosia, usam técnicas de imagem cerebral (ressonância magnética, tomografia computadorizada), neuropsicológica e um exame físico. Como regra geral, na primeira fase do diagnóstico, o médico pede ao paciente para identificar quaisquer objetos comuns, aplicando os diferentes sentidos. Em seguida, aplicam-se os métodos de exame neuropsicológico, levando a cabo uma série de testes específicos, durante os quais, o médico determina os vários tipos de sensibilidade, e também analisa a capacidade do paciente para utilizar os sentidos e identificar corretamente a informação recebida por eles.

Tratamento para Agnosia

Agnosia é uma condição extremamente rara, e o tratamento centra-se parcialmente sobre a reparação das causas subjacentes. Algumas anormalidades neurológicas podem ser corrigidas com a cirurgia cerebral, enquanto que a agnosia decorrente de um acidente vascular cerebral pode ser permanente. Terapia ocupacional e da fala podem ajudar a melhorar os sintomas, e as mudanças de estilo de vida e cuidados de suporte podem ajudar as pessoas com agnosia a aprender a lidar com os seus sintomas. Os médicos podem recomendar que as pessoas com agnosia obtenham informações sensoriais através de outros sentidos. No entanto, neste momento, não existe qualquer cura para a agnosia.


Prognóstico para agnosia

A recuperação de uma pessoa será influenciada por determinados fatores, nomeadamente:
  • O tipo, tamanho e localização da lesão
  • A extensão da deficiência (dificildade para reconhecer objetos)
  • Idade da pessoa
  • A eficácia do tratamento
A maior recuperação ocorre dentro dos primeiros 3 meses, mas as pessoas podem continuar a melhorar em certo grau durante até um ano.


Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL