quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Tendinite - Causas, sintomas e tratamento

Tendinite causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção
A tendinite é a inflamação ou irritação de um tendão (qualquer uma das espessas cordas fibrosas que ligam o músculo ao osso), sendo uma condição que provoca dor e sensibilidade do lado de fora de uma articulação.
Apesar da inflamação puder ocorrer em qualquer um dos tendões do corpo, a sua ocorrência é mais frequente em torno dos ombros, cotovelos, pulsos, joelhos e calcanhares.
Alguns nomes comuns para vários problemas de tendinite são:
  • Cotovelo de tenista
  • Epitrocleite
  • Ombro do arremessador
  • Ombro do nadador
  • Joelho de saltador
Se a inflamação for grave e levar à rutura de um tendão, você pode necessitar de reparação cirúrgica, no entanto, a maioria dos casos podem ser tratados com sucesso através de repouso, fisioterapia e medicamentos para reduzir a dor.


Causas de tendinite

A tendinite é mais frequentemente causada por repetições de esforço, pequeno impacto sobre a área afetada, mas também pode surgir no decorrer de uma lesão súbita mais grave.

Existem muitas atividades que podem causar este problema, incluindo:
  • Jardinagem
  • Trabalhos de carpintaria
  • Trabalhos com a utilização de pá
  • Pintura
  • Esfregar
  • Prática de Ténis
  • Prática de Golfe
  • Esquiar
  • Lançar.
A postura incorreta no trabalho ou em casa, a promoção de poucos alongamentos antes do exercício ou da prática de determinados desportos, aumenta o risco de contrair tendinite. Outros fatores de risco incluem problemas no tendão de Aquiles.
O tendão de Aquiles liga o músculo da panturrilha ao osso do calcanhar. Este é o maior tendão do corpo humano, que permite que você mexa os seus dedos e empurre ao andar ou correr.
O principal problema encontrado no tendão de Aquiles é a tendinopatia de Aquiles. Tendinopatia de Aquiles refere-se a uma dr duas condições, rasgo ou ruptura de tendão. Um tendão de Aquiles pode rasgar parcialmente ou completamente (ruptura). Enquanto que, uma ruptura parcial pode causar sintomas leves ou não, uma ruptura completa provoca dor e perda súbita de força e movimento. Esta condição pode decorrer dum osso anormal ou mal colocado (como por exemplo, diferenças de comprimento nas pernas, ou artrite numa articulação) que  enfatiza as estruturas de tecidos moles. Existem ainda outras condições, tais como artrite reumatoide, gota, artrite psoriásica, distúrbios da tireoide, ou reações a medicamentos usuais.
Tendinite é comum em pessoas que jogam e praticam exercício físico só no fim de semana. Ocasionalmente, uma infecção pode causar a condição, especialmente umaa infecção de uma mordida de cão ou gato numa mão ou num dedo.
Qualquer pessoa pode ficar sujeita ao problema, mas este ocorre mais comumente em adultos, especialmente naqueles com mais de 40 anos de idade. Com o avançar da idade, os tendões tendem a tolerar menos estresse, tornando-se menos elásticos, e ficando mais fáceis de rasgar.

A tendinite pode ocorrer em qualquer área do corpo onde um tendão conecte um osso a um músculo. Os locais mais comuns de ocorrer, são:
  • Base do polegar
  • Cotovelo
  • Ombro
  • Quadril
  • Joelho
  • Tendão de Aquiles


Sintomas de tendinite


Os sintomas da inflamação incluem dor no local do tendão e na área circundante. A dor pode aumentar gradualmente, podendo ser súbita e grave, especialmente se depósitos de cálcio estiverem presentes. Perda de movimento também é um sintoma que pode ocorrer.


Complicações de tendinite

Sem tratamento adequado, a tendinite pode aumentar o seu risco de sofrer rutura no tendão (uma condição muito mais séria, que pode exigir uma reparação cirúrgica).

Se a irritação do tendão persistir por várias semanas ou meses, uma condição conhecida como tendinose pode desenvolver-se. Esta condição implica alterações degenerativas no tendão, juntamente com o crescimento anormal de novos vasos sanguíneos.


Quando consultar o médico

Geralmente, a tendinite pode ser tratada em casa. Mas, em algumas circunstâncias, você deve consultar um médico se:

  • Ainda estiver a sentir dor ao fim de uma semana após a lesão (desde que não tenha havido nenhum estresse posterior, no tendão), devido à preocupação com tendinite crônica.
  • Tiver regularmente dor decorrente da tendinite, o que motiva preocupação com tendinite crônica.
  • Tiver extrema dor e inchaço, o que motiva a preocupação de existir um tendão rompido, fratura por estresse do osso, lesão muscular ou outro tipo de lesão.


Diagnóstico de tendinite


Geralmente, a condição pode ser diagnosticada apenas através de um exame físico por si só. O seu médico pode pedir raios-X ou outros exames de imagem, se ele necessitar de excluir outras condições que possam estar a causar os seus sinais e sintomas.


Tratamento para tendinite


Os objetivos do tratamento do problema destinam-se a aliviar a dor e reduzir a inflamação. Muitas vezes, este pode incluir o repouso, gelo e analgésicos (este poder ser o único tratamento de que você precisa.


Medicamentos


Para tendinite, o médico pode recomendar alguns medicamentos, nomeadamente:

  • Analgésicos. Pode ser recomendada aspirina, naproxeno sódico (Aleve) ou ibuprofeno (Advil, Motrin IB, outros) que podem aliviar o desconforto associado à condição.
  • Cremes tópicos com medicação anti-inflamatória (populares na Europa) que também podem ser eficazes no alívio da dor sem os potenciais efeitos colaterais de tomar medicamentos anti-inflamatórios por via oral.
  • Corticosteroides. Por vezes, o médico pode injetar uma medicação corticosteroide em torno de um tendão, para aliviar a condição. Injecções de cortisona reduzem a inflamação e podem ajudar a aliviar a dor. Os corticosteroides não são recomendados para tendinite crônica (com duração superior a três meses), já que a aplicação repetida pode enfraquecer um tendão e aumentar o risco de rutura do tendão.
  • Plasma rico em plaquetas (PRP). Embora ainda esteja sob investigação, a injecção de PRP na região de irritação crônica do tendão tem sido benéfica para muitas doenças crônicas do tendão.



Terapia


Você pode beneficiar de um programa de exercício específico destinado a alongar e fortalecer a unidade músculo-tendão afetada. Por exemplo, reforço excêntrico (que enfatiza a contração de um músculo, enquanto ele está alongado) tem sido demonstrado ser eficaz no tratamento da inflamação crônica do tendão.


Procedimentos cirúrgicos e outros


Dependendo da gravidade da sua lesão do tendão, reparação cirúrgica pode ser necessária, especialmente se o tendão tiver sido arrancado do osso.

Para a inflamação de tendão crônica, aspiração de tecido cicatricial (FAST) é uma opção de tratamento minimamente invasiva que pode ser usada com a orientação de ultra-som e muito pequenos instrumentos concebidos para remover o tecido cicatricial do tendão, sem perturbar o tecido circundante do tendão saudável.

FAST atinge o mesmo objetivo de uma cirurgia aberta, mas é realizada sob anestesia local num ambiente não-cirúrgico. A maioria das pessoas retorna às atividades normais dentro de um a dois meses.


Estilo de vida e remédios caseiros para tendinite

Para tratar a tendinite em casa, R.G.C.E. é a sigla que deve lembrar (repouso, gelo, compressão e elevação). Este tratamento pode ajudar a acelerar a sua recuperação e ajudar a evitar mais problemas.
Evite atividades que aumentam a dor ou inchaço. Não tente trabalhar ou jogar enquanto sentir dor. O descanso é essencial para a cicatrização do tecido. Mas isso não significa repouso completo. Você pode fazer outras atividades e exercícios que não enfatizem o tendão lesionado. Natação e exercício em ambiente aquático podem ser bem tolerados.
Para diminuir a dor, espasmo muscular e inchaço, aplique gelo na área lesada por um período de até 20 minutos, várias vezes ao dia. Os blocos de gelo, massagem com gelo ou banhos de gelo e água também podem ajudar. Para uma massagem com gelo, congele um copo de espuma de plástico cheio de água, de modo que você possa segurar a taça ao aplicar o gelo diretamente sobre a pele.
Porque o inchaço pode resultar em perda de movimento de uma articulação lesada, comprima a área até que o inchaço desapareça. Ligaduras elásticas compressivas são as melhores.
Se a tendinite afetou o seu joelho, levante a perna afetada acima do nível do seu coração para reduzir o inchaço.
Inatividade prolongada pode causar rigidez nas articulações. Depois de alguns dias de descanso completo da área lesada, mova-a suavemente através de uma gama completa de movimento, para manter a flexibilidade das articulações.

Você também pode tentar medicamentos que não necessitam de prescrição médica tais como a aspirina, ibuprofeno (Advil, Motrin IB, outros), naproxeno sódico (Aleve) ou paracetamol (Tylenol, outros), numa tentativa de reduzir o desconforto associado com a tendinite.


Prevenção de tendinite

Para reduzir as suas chances de desenvolver tendinite, siga estas sugestões:
  • Relaxe. Evite atividades que coloquem estresse excessivo sobre os seus tendões, especialmente durante períodos prolongados. Se você notar dor durante um determinado exercício, pare e descanse.
  • Diversifique. Se um exercício ou atividade provocar uma dor particular e persistente, tente outra coisa. Tente diversificar o tipo de exercícios que executa.
  • Melhore a sua técnica. Se a sua técnica numa atividade ou exercício for fraca, você pode estar a arranjar problemas nos seus tendões. Considere ter aulas ou obtenha instruções profissionais quando inicia um novo esporte.
  • Alongamentos. Tire um tempo antes e após o exercício para promover alongamentos, a fim de maximizar a amplitude de movimento das articulações. Isto pode ajudar a minimizar o trauma repetitivo nos tecidos apertados. A melhor altura para realizar alongamentos é após o exercício, quando os seus músculos estão aquecidos.
  • Use ergonomia adequada no posto de trabalho. Se possível, obtenha uma avaliação ergonómica do seu espaço de trabalho e ajuste a sua cadeira, teclado e área de trabalho como recomendado para a sua altura, comprimento do braço e tarefas habituais. Isto ajudará a proteger todas as suas articulações e tendões de estresse excessivo.
Prepare os seus músculos para jogar. Fortalecimento dos músculos utilizados na sua atividade ou esporte pode ajudar a suportar melhor o estresse e carga.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL