segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Perda de olfato: Causas, sintomas e tratamento

Perda de olfato causas sintomas tratamento
Perda de olfato pode ser parcial ou completa, apesar de uma perda total do olfato ser bastante rara. Esta condição também pode ser temporária ou permanente, dependendo da causa.
Este tipo de problema raramente é um sintoma de uma doença grave. Ainda assim, um sentido de cheiro intacto é necessário para saborear e desfrutar de comida plenamente. A perda do olfato pode causar uma perda de interesse em comer, o que poderá levar à perda de peso, má nutrição ou até mesmo depressão.

Causas de perda cheiro

O resfriado comum é uma causa frequente de perda parcial e temporária do olfato. Sinusite crônica também pode resultar numa perda de cheiro. Outras obstruções nas passagens nasais, tais como pólipos, também podem causar, pelo menos, uma perda parcial de cheiro. O normal envelhecimento é muitas vezes a causa de uma perda progressiva, completa e permanente do olfato.


Problemas com o revestimento interno do nariz

Perda do olfato (anosmia) pode ser causada por uma irritação temporária ou permanente, ou destruição das membranas mucosas que revestem o interior do seu nariz, podendo ser o resultado de:
  • Sinusite aguda (infecção do sínus)
  • Resfriado comum
  • A febre do feno (rinite alérgica)
  • Influenza (gripe)
  • Rinite não alérgica
Geralmente, estas condições são as causas mais comuns de perda de cheiro.


Obstruções de passagens nasais

A Perda da função do olfato pode ser causada por algo que fisicamente bloqueia o fluxo de ar pelo nariz. Estes obstáculos podem incluir:
  • Deformidade óssea no interior do nariz
  • Pólipos nasais
  • Tumores
  • Danos no cérebro ou nos nervos
O sistema olfativo, que fornece o sentido do olfato, consiste em receptores no revestimento mucoso do nariz que enviam informações através dos nervos localizados no cérebro. Você pode perder o sentido do olfato, se qualquer componente do caminho olfativo ficar danificado ou destruído. Isso pode acontecer como resultado de:
  • Envelhecimento
  • Doença de Alzheimer
  • Aneurisma cerebral
  • Cirurgia cerebral
  • Exposição a produtos químicos utilizados em certos inseticidas ou solventes
  • Hipoglicemia diabética
  • Doença de Huntington
  • Síndrome de Kallmann (incapacidade dos testículos para produzir espermatozoides)
  • Síndrome de Klinefelter (uma condição na qual os homens têm um cromossomo X extra na maior parte das suas células)
  • Psicose de Korsakoff (um distúrbio cerebral causado pela falta de tiamina)
  • Desnutrição
  • Medicamentos (por exemplo, alguns medicamentos para pressão arterial elevada)
  • Esclerose múltipla
  • Atrofia de múltiplos sistemas (uma doença progressiva do sistema nervoso)
  • A doença de Paget do osso (uma doença que afeta os ossos, poe vezes ossos faciais)
  • Doença de Parkinson
  • Doença de Pick (uma forma de demência)
  • Terapia de radiação
  • Rinoplastia
  • Esquizofrenia
  • Síndrome de Sjogren (uma doença inflamatória que geralmente causa secura na boca e olhos)
  • Traumatismo craniano
  • A deficiência de zinco

Tratamento

Perda do olfato causada por resfriados, alergias ou infecções do seio nasal desaparecem normalmente por conta própria depois de alguns dias. Se isso não acontecer, consulte o seu médico para que ele possa excluir condições mais graves.
Por vezes, a perda de cheiro, pode ser tratada, dependendo da causa. O seu médico pode receitar-lhe um antibiótico para tratar uma infecção bacteriana ou pode retirar quaisquer obstáculos que estejam a bloquear a sua passagem nasal.
Noutros casos, a anosmia pode ser permanente. Depois dos 60 anos de idade, em particular, você estará em maior risco de perder o seu sentido de cheiro.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL