sábado, 17 de dezembro de 2016

Febre reumática

Febre reumática causas diagnóstico tratamento perspetiva
A febre reumática é uma doença que pode ocorrer após uma infecção causada pela bactéria Streptococcus do Grupo A. Se não for tratada (da mesma forma que uma infecção de "garganta por Strep”) pode levar a uma complicação retardada caracterizada por inflamação generalizada noutras partes do corpo, particularmente articulações, coração, pele e cérebro.
Esta doença é classificada como auto-imune devido à inflamação que é provavelmente causada por uma reação do sistema imunitário às bactérias. Embora possa desenvolver-se em qualquer idade, as crianças entre cinco e catorze anos estão em maior risco. Sem tratamento, a doença pode levar a complicações graves, como doença cardíaca reumática.
Apenas uma pequena percentagem de pessoas que teve uma infecção por estreptococos irá desenvolver febre reumática. A doença é rara. Mas por exemplo, em partes remotas da Austrália central e do norte, em pessoas aborígenes, especialmente crianças, existe um maior risco. Cerca de 250 a 350 em cada 100.000 crianças aborígenes em Torres Strait Islander desenvolvem esta condição médica. Esta taxa está entre as mais altas do mundo.

Sintomas

A maioria dos sintomas associados a esta condição médica desaparece com o tratamento médico. Os sintomas podem incluir:
  • Início súbito de sintomas
  • Febre
  • Articulações dolorosas e inflamadas
  • Fadiga
  • Problemas de pele como uma erupção (eritema marginado) ou nódulos sob a pele ao redor das articulações afetadas
  • Perda de peso inexplicada
  • Problemas do sistema nervoso, tais como movimentos involuntários e espasmos
  • Problemas cardíacos, tais como inflamação (cardite), ou alargamento do coração (cardiomegalia), batimento cardíaco acelerado (taquicardia) ou sopro cardíaco
  • Falta de ar
  • Dor no peito

A doença cardíaca reumática

Normalmente, a doença reumática desenvolve-se após recorrentes ou longos surtos de febre reumática ocorridos na infância. No entanto, também pode desenvolver-se após um único 'ataque' da febre. A doença cardíaca reumática pode ser uma complicação permanente.
Várias estruturas do coração podem ficar danificadas por inflamação, incluindo os seus músculos, revestimentos ou válvulas. Nalguns casos, doença reumática do coração não provoca quaisquer sintomas. Noutros casos, a pessoa pode ter diversos sintomas, incluindo a falta de ar, dores no peito e palpitações.
Muitas crianças aborígenes que têm a condição não são diagnosticadas ou tratadas. É por isso que a incidência de doença cardíaca reumática é alta em comunidades indígenas australianas.


Fatores de risco socio-econômicos

A febre reumática é uma complicação de infecção estreptocócica não tratada. Certas condições de vida tornam as estreptococcias mais prováveis de ocorrer. Fatores de risco conhecidos incluem a pobreza, a superlotação e acesso limitado a cuidados médicos.


Pensa-se que as bactérias estreptococas também possam entrar no corpo através de cortes na pele e escoriações. Por exemplo, a alta incidência de sarna em comunidades remotas australianas pode ajudar a explicar porque é que esta condição médica é predominante.

Diagnóstico

Não existe nenhum teste específico disponível para diagnóstico a condição. A gama de testes pode incluir:
  • Histórico médico, incluindo evidências de uma infecção estreptocócica prévia
  • Exame físico
  • Zaragatoas da garganta para testar quanto à presença de bactérias Estreptococos do Grupo A
  • Exames de sangue para procurar "marcadores" que sugiram que a inflamação está presente
  • Eletrocardiograma (ECG) para monitorar a atividade elétrica do coração
  • Radiografias de tórax para verificar o coração quanto a sinais de alargamento e para verificar os pulmões quanto a congestionamento.

Tratamento

O tratamento pode incluir:
  • Admissão hospitalar
  • A penicilina, normalmente administrada como uma injecção intramuscular
  • Curso de aspirina
  • Os corticosteroides (cortisona), se a artrite for grave ou se existir cardite (inflamação do coração)
  • O tratamento antibiótico de longo prazo, que pode incluir injecções mensais de penicilina, por até cinco anos (o que ajuda a reduzir o risco de doença cardíaca reumática)
  • No caso de doença reumática do coração, pode ser necessário um tratamento com recurso a cateter cardíaco ou cirurgia para reparar válvulas cardíacas danificadas


Perspetivas

Com o cuidado médico adequado em tempo oportuno, as perspetivas de longo prazo são excelentes. No entanto, ter esta condição por uma vez não oferece imunidade contra uma nova ocorrência. É importante que a pessoa procure atenção médica imediata para quaisquer futuras infecções de garganta.
Atualmente, não existe vacina para a febre reumática, mas os cientistas estão a trabalhar no sentido de conseguirem uma solução adequada contra Streptococcus. Uma vacina que previna infecções por estreptococos também seria de esperar que prevenisse a condição assim como a doença cardíaca reumática.


O que deve lembrar

A febre reumática é uma doença que pode ocorrer após uma infecção bacteriana por Streptococcus que não foi devidamente tratada.
Sem tratamento, pode levar a complicações graves, como doença cardíaca reumática.
A doença é rara, com exceção de partes remotas, onde as pessoas, especialmente as crianças, estão em maior risco.



Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL