quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Fadiga - Causas e tratamento de fadiga

Fadiga causas sintomas diagnóstico tratamento
A fadiga é o cansaço físico e/ou mental que pode ser desencadeado por estresse, medicamentos, excesso de trabalho, doença ou enfermidade mental e física. Todas as pessoas experimentam fadiga ocasionalmente. Esta é a forma do corpo sinalizar a necessidade de descanso e sono. Quando a condição se torna uma sensação constante de cansaço ou exaustão que vai para além de sonolência normal, geralmente é um sinal de que algo mais sério está subjacente. Fisicamente, este tipo de cansaço é caracterizado por uma profunda falta de energia, sensação de fraqueza muscular e lentidão dos movimentos ou reações do sistema nervoso central, e também pode desencadear exaustão mental grave. Fadiga persistente pode causar falta de clareza mental (ou sentimento mental de "confusão"), dificuldade de concentração, e, em alguns casos, a perda de memória.

Causas

A fadiga pode ser o resultado de uma ou mais causas ambientais, tais como repouso insuficiente, alimentação, trabalho, mau condicionamento físico, mas também pode ser um sintoma de uma condição médica crônica ou de um processo de doença no organismo. Doenças do coração, pressão, diabetes, doença renal em estágio final, anemia por deficiência de ferro, narcolepsia e câncer podem causar sintomas associados à fraqueza, a longo prazo. Doenças agudas, tais como infecções virais e bacterianas também podem provocar sensações temporárias de exaustão. Além disso, os distúrbios mentais tais como a depressão também podem causar este tipo de cansaço.
Um grande número de medicamentos, incluindo anti-histamínicos, antibióticos e medicamentos para pressão arterial, podem causar sonolência como um efeito colateral. Os indivíduos que já sofrem de fadiga e que estão sujeitos ao uso de um destes medicamentos deve verificar com o seu médico a possibilidade de promover tratamentos alternativos.

Sintomas

Uma condição extrema de fadiga que persiste de modo inabalável, por pelo menos seis meses, não sendo resultado de uma doença diagnosticada, e que seja caracterizada por sintomas semelhantes aos da gripe, tais como nódulos linfáticos inchados, dor de garganta e dor ou falta de força muscular podem indicar um diagnóstico da síndrome da fadiga crônica. Este tipo de síndrome é uma doença debilitante que causa exaustão avassaladora e uma constelação de sintomas neurológicos e imunológicos. Estima-se que entre 1,5 e 2 milhões de americanos sofrem com esta doença.

Diagnóstico para síndrome da fadiga crônica

Não existe nenhum teste para esta síndrome, mas existem diretrizes claras que podem ajudar os médicos a diagnosticar a condição.
Os médicos podem levar um longo tempo para diagnosticar a síndrome, já que existem outras condições que causam sintomas semelhantes, e estas precisam de ser descartadas.
O seu médico pode dar-lhe alguns conselhos sobre a forma de gerenciar os seus sintomas antes que um diagnóstico ser confirmado. Se você consultar o seu médico por causa de cansaço persistente e excessivo, ele irá fazer-lhe perguntas sobre o seu histórico médico e pode realizar um exame físico.
O médico poderá recorrer a exames de sangue, testes de urina e exames para descartar outras condições, tais como anemia (falta de glóbulos vermelhos), hipoatividade da tireoide, ou problemas no fígado e nos rins.

Tratamento

A medicina convencional recomenda mudanças na dieta e estilo de vida como uma primeira linha de defesa contra a fadiga. Os indivíduos que sofrem de sintomas ocasionais podem beneficiar do uso de cafeína a curto prazo, que contêm estimulantes para o sistema nervoso central e que motivam as pessoas a ficar mais alertas, menos sonolentas e a melhorar a coordenação. No entanto, esta deve ser prescrita com extrema cautela, pois o uso excessivo pode levar a graves distúrbios do sono, como a insônia.
Outras razões para evitar o uso prolongado de cafeína são a ocorrência de sintomas de abstinência que podem estar associados. Quando isso acontece, as pessoas têm que usar mais e mais cafeína para obter os mesmos efeitos. O uso de grandes quantidades de cafeína também pode levar a dependência. Se uma pessoa parar de usar cafeína de forma abrupta, os sintomas de abstinência podem ocorrer, incluindo dor de cabeça, fadiga, sonolência, bocejos, irritabilidade, agitação, vômitos, ou corrimento nasal. Estes sintomas podem durar uma semana.


Tratamento caseiro

Se você tiver fraqueza e fadiga generalizada, juntamente com outros sintomas, avalie esses sintomas. Geralmente, o tratamento caseiro para os outros sintomas vai melhorar a sua condição. Quando este tipo de condição ocorre com uma doença viral, geralmente melhora com as seguintes medidas de tratamento em casa:
  • Promover descanso extra enquanto estiver doente. Deixe que os seus sintomas sejam o seu guia.
  • Se você tiver um resfriado, você pode ser capaz de manter a sua rotina habitual, mas deve obter um pouco de sono extra.
  • Se você tiver uma gripe, você pode precisar de passar alguns dias na cama.
  • Retorne às suas atividades habituais de forma lenta e gradual.
  • Certifique-se de beber mais líquidos para evitar a desidratação.
Pode demorar algum um tempo para que você se sinta enérgico novamente.

Ouça o seu corpo... Aumente gradualmente o seu exercício, já que este pode ajudar a diminuir a sua condição de saúde.
Limite os medicamentos que possam contribuir para o seu problemas de cansaço. Tranquilizantes e medicamentos para resfriado e alergia, muitas vezes causam este tipo de problema.
Melhore a sua dieta. Obtenha uma dieta equilibrada para aumentar o seu nível de energia. Não pule as refeições, especialmente o pequeno-almoço.
Reduza o uso de álcool ou de outras drogas, como a cafeína ou nicotina, já que este podem contribuir para a condição.
Passe menos tempo a assistir a televisão. Gaste esse tempo com os amigos, experimente novas atividades ou viaje para quebrar o ciclo de fadiga.
Tenha uma boa noite de sono. Este pode ser o primeiro passo para controlar o problema.
Elimine todas as perturbações de som e luz.
Não coma antes de ir para a cama.
Use a sua cama apenas para dormir. Não leia ou assista a TV na cama.
Promova exercício físico regular, mas não dentro de 3 a 4 horas antes da sua hora de dormir.

Prevenção

Fadiga leve, muitas vezes pode ser prevenida através de mudanças nos hábitos de estilo de vida.
Promova exercício físico regular. Se você se sentir muito cansado para se exercitar vigorosamente, tente uma curta caminhada.
Pratique uma dieta balanceada. Não pule as refeições, especialmente o pequeno-almoço.
Durma o suficiente.
Lide com problemas emocionais em vez de os ignorar ou negar.
Tome medidas para controlar o seu estresse e carga de trabalho.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL