domingo, 11 de dezembro de 2016

Dificuldade para respirar

Dificuldade para respirar causas sintomas diagnóstico tratamento
A Dificuldade para respirar, também conhecida como dificuldade respiratória pode envolver uma respiração desconfortável e uma sensação de que não se está a receber ar suficiente.
Não existe definição padrão para este tipo e condição. Algumas pessoas podem sentir-se sem fôlego apenas com alguns exercícios leves (por exemplo, subir escadas), mesmo que não exista nenhuma condição médica subjacente. Outras podem ter doença pulmonar avançada, mas nunca sentir falta de ar.
Chiado no peito é uma forma de dificuldade respratória que produz um som estridente quando a pessoa respira.

Causas

Falta de ar pode ter muitas causas diferentes. Por exemplo, uma doença cardíaca pode causar falta de ar, se o seu coração for incapaz de bombear sangue suficiente para fornecer oxigênio para o corpo. Se o seu cérebro, músculos ou outros órgãos do corpo não receberem oxigênio suficiente, uma sensação de falta de ar pode ocorrer.
Dificuldade respiratória também pode ser devida a problemas com os pulmões, vias aéreas ou outros problemas de saúde.

Problemas com os pulmões incluem:
Problemas com as vias aéreas podem incluir:
  • A obstrução das passagens de ar no seu nariz, boca ou garganta
  • Engasgar com algo preso nas vias aéreas
  • Epiglotite
Problemas de coração podem incluir:

  • Angina
  • Ataque cardíaco
  • Defeitos cardíacos desde o nascimento (doença cardíaca congênita)
  • Insuficiência cardíaca
  • Alterações do ritmo cardíaco (arritmia)

Outros problemas que podem causar dificuldade respiratória incluem:

  • Alergias (como a mofo, pelos, ou o pólen)
  • Escalada para altas altitudes onde existe menos oxigênio no ar
  • A compressão da parede torácica
  • A poeira ambiental
  • O estresse emocional, como ansiedade
  • A hérnia hiatal
  • Obesidade
  • Ataques de pânico


Sintomas


Sinais de dificuldade de respiração grave incluem uma taxa rápida respiratória, sibilos, retrações na costela, dilatação nasal e cianose. Uma pessoa com dificuldade de respiração grave usa os músculos do pescoço e peito para respirar. Em casos de asma, dificuldade para respirar ocorre com uma respiração ofegante. Em casos de doença cardíaca, a dificuldade para conseguir respirar piora durante o exercício.


Gravidade da condição

Por vezes, a dificuldade respiratória leve pode ser normal e não é motivo de preocupação. Exercício extenuante, especialmente quando a pessoa não pratica muito exercício, é um exemplo de dificuldade respiratória leve.
Se a pessoa nunca teve uma dificuldade respiratória e esta começar a ser recorrente e a piorar ao longo do tempo, então, pode ser devida a um problema sério. Embora muitas causas não sejam perigosas e sejam facilmente tratadas, consulte um médico se tiver qualquer tipo de de dificuldade para conseguir respirar.

Se uma pessoa estiver a ser tratada para um problema de longo prazo com os seus pulmões ou coração, siga as instruções do seu médico para ajudar a controlar este tipo de problema.

Quando consultar o médico

Recorra à emergência médica se:
  • Sentir de repente uma dificuldade respiratória que interfere seriamente com a sua respiração
  • Alguém parar de respirar completamente
Consulte o seu médico se alguma das seguintes situações ocorrerem com dificuldades respiratórias:
  • Desconforto no peito, dor ou pressão (sintomas de angina)
  • Febre
  • Falta de ar depois de apenas ligeira atividade ou quando permanece em repouso
  • Falta de ar que motiva que você acorde durante a noite ou que requer que você durma apoiado para respirar
  • Aperto na garganta ou um “latido” com tosse
  • Engasgar-se com um objeto (aspiração ou ingestão de objeto estranho)
  • Pieira

Diagnóstico

O médico ou enfermeiro irá examiná-lo e formular perguntas sobre o seu histórico médico e sintomas. As perguntas podem incluir:
  • Há quanto tempo você tem dificuldades de respiração?
  • A condição tem piorado lentamente ao longo de semanas ou meses?
  • Começou recentemente?
  • Começou de repente?
  • Existe uma sequência de episódios separados?
  • Quanto tempo dura cada episódio de falta de ar?
  • Cada episódio ocorre com um padrão semelhante?
  • A dificuldade de respiração piorou recentemente?
  • Acorda durante a noite devido a este problema?
  • A dificuldade de respiração tem mudado ao longo do tempo?
  • A dificuldade ocorre enquanto você está em repouso?
  • Quanto tempo dura cada episódio?
  • Piora quando você deitado (ortopneia)?
  • É pior quando você muda a posição do corpo?
  • Será que ela se desenvolveu entre 4 a 6 horas após a exposição a algo que você é ou pode ser alérgico (antígeno)?
  • Fica pior após o exercício?
  • Você produz pieira ou outros sons durante a respiração?
  • A falta de ar ocorre somente quando você se sente ofegante?
  • Trata-se de um padrão de respiração irregular?
  • Que outros sintomas você tem?
Os testes que podem ser implementados incluem:
  • Saturação de oxigênio no sangue (oximetria de pulso)
  • Exames de sangue (gasometria arterial)
  • Raio-x do tórax
  • A tomografia computadorizada do tórax
  • ECG
  • Ecocardiograma
  • Teste ergométrico
  • Testes de função pulmonar
Se a dificuldade respiratória for grave, você pode precisar de recorrer a um hospital. Você pode receber medicamentos para tratar a causa da dificuldade para respirar.
Se o seu nível de oxigênio no sangue for muito baixo, você pode precisar de oxigênio.


Tratamento para dificuldade para respirar

O tratamento terá por objetivo tratar a condição que causas esta condição

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL