quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Cólica em bebês

Cólica em bebês causas sintomas diagnóstico tratamento
Um bebê com cólica é aquele que chora muito e não se consegue pacificar. Tecnicamente, se um bebê chorar por mais de 3 horas por dia, mais de três dias por semana, durante pelo menos 3 semanas, então é porque eventualmente tem cólicas. Cólicas afetam meninos e meninas de forma igual e tendem a ocorrer a partir da idade de 3 semanas até à idade de 3 a 4 meses.

Causas

Tem havido muita investigação para descobrir o que é que motiva os bebês com cólica a chorar, mas a resposta permanece indefinida. Dor abdominal está envolvida na maior parte dos casos, e por vezes o bebê só tem gases.
Cólica não é provocada por doença. Bebês com cólica são geralmente saudáveis e cheios de energia. Mesmo depois de extensos testes, causas médicas ainda nunca foram associadas às cólicas encontradas. Uma teoria refere que um tubo digestivo subdesenvolvido será responsável pelas cólicas. Outros culpam o gás abdominal, alergia alimentar, ou o ruído e as distrações que interferem com o sono. Ao olhar para os vários remédios que foram encontrados para ajudar a resolver as cólicas, podemos supor que as cólicas serão uma mistura dos fatores referidos, além de que certas pesquisas sugerem que algum choro é apenas uma questão de temperamento ou de maturação do sistema nervoso. Alguns bebês choram mais do que outros.
Outros fatores que têm sido encontrados em alguns casos, e que podem ter influência sobre os bebés incluem:
  • Engolir ar durante a alimentação, especialmente se este beber de uma garrafa enquanto está deitado
  • Uma alergia às proteínas do leite de vaca, ou alergia que tenha sido passada para o bebê através do leite materno (por exemplo, quando as mães bebem produtos de leite de vaca, as proteínas do leite de vaca podem ser encontradas no leite materno)
  • Intolerância a certos alimentos consumidos pela mãe (e passados para o bebê através do leite materno)
  • Superalimentação por pais que acham que o bebê está a chorar devido à fome, ao invés de apenas dar de mamar

Sintomas

Geralmente, o choro de um bebê com cólica é agudo, mesmo em comparação com o choro do bebê normal. Nem comida, nem atenção pode pará-lo. O rosto do seu bebê pode ficar vermelho, os punhos podem ficar apertados, e os joelhos podem ser dobrados para junto do abdômen.
O choro prossegue durante pelo menos uma hora, e por vezes é tão longo quanto 4 horas. Muitas vezes, começa na mesma hora todos os dias, geralmente no final da tarde ou início da noite (infelizmente, quando os pais estão mais cansados). 
Geralmente, as cólicas surgem no seu ponto alto em crianças em torno da idade de 4 a 6 semanas. Se o seu bebê ainda estiver com cólicas depois de 3 meses de idade, ou se chorar sem parar por mais de 3 ou 4 horas, alguma outra condição pode estar a causar desconforto real e você deve levar o bebê ao médico. Consulte sempre o médico se o seu bebê chorar por mais de 4 horas, tiver uma febre, tornar-se letárgico, vomitar mais do que o normal ou apresentar sangue nas fezes. Estes não são sinais de cólica.


Diagnóstico

O médico do seu bebé irá fazer um exame físico para identificar as possíveis causas para o seu sofrimento, como um bloqueio no intestino (obstrução intestinal). Se o bebê for saudável, ele pode ser diagnosticado com cólica.


Os testes de laboratório, raios-X e outros testes de diagnóstico não são geralmente necessários, mas em casos pouco claros podem ajudar a excluir outras condições como possíveis causas.

Tratamento

Muitas vezes, a cólica melhora por conta própria pela idade dos 3 meses. Infelizmente, não existem tratamentos comprovados que ajudem consistentemente cada bebê. Tratamentos que têm sido tentados incluem:
  • Medicamentos para gases. Disponíveis sem necessidade de receita médica, estes medicamentos permitem o alívio de gases, mas provavelmente não vão fazer muito para aliviar os sintomas do bebê. Geralmente, estes medicamentos são considerados seguros, exceto para os bebês que têm de tomar medicamentos de substituição da tireoide.
  • Probióticos. Os probióticos são substâncias que ajudam a manter o equilíbrio natural de "boas" bactérias no trato digestivo. Atendendo a que os bebês com cólica podem ter um desequilíbrio destas bactérias úteis, os pesquisadores têm tentado substituir alguns destes probióticos numa série de estudos. Um em particular, chamado Lactobacillus reuteri, diminuiu significativamente os sintomas de cólica. Mas, os resultados do estudo têm sido mistos. Alguns mostraram benefícios, enquanto que outros não demonstraram qualquer utilidade. No geral, os especialistas sentem que não existem evidências suficientes para recomendar o uso de probióticos no tratamento de cólicas, para já.
Fale com o médico do seu bebé antes de dar-lhe qualquer medicação para tratar as cólicas.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL