quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Dieta da USP com cardápio para perder peso

Dieta da USP como funciona cardápio dicas vantagens desvantagens
A dieta da USP teve um grande numero de adeptos na década de 90 do século 20, mas ainda hoje existem muitas pessoas que implementam esta dieta.


Promessa da dieta

O sucesso da dieta da USP deve-se ao facto de esta prometer a perda de 14 kg em 15 dias. Esta dieta estabelece um menu fixo baseado em alimentos específicos, nomeadamente presunto, ovos e café.
O nome USP tem origem na Universidade de São Paulo, mas os responsáveis desta universidade não confirmam que o menu desta dieta tenha sido formulado ou proposto pelos seus especialistas.
Esta dieta deve ser implementada durante 15 dias, não devendo ultrapassar este período de tempo, já que, o tipo de alimentação associado a esta dieta poderá causar problemas cardíacos ou renais se for prolongada para além deste tempo.
Este tipo de dieta pode motivar alguns efeitos negativos e colaterais, nomeadamente cansaço, estresse emocional ou físico, cefaleia, fraqueza muscular, alterações do sono ou mesmo mau hálito.
Apesar das desvantagens que a dieta pode apresentar, ela promoverá uma perda de peso rápida, mas deve ser seguida integralmente conforme especificada.
A perda de peso conseguida através da implementação da dieta deve-se essencialmente à perda de líquidos, à pouca gordura ingerida e à perda de massa muscular. Existem pessoas que afirmam que depois de terminarem o período da realização da dieta, mesmo tendo perdido o peso prometido e pretendido, elas relaxam e voltam a utilizar uma alimentação normal, razão pela qual voltam a recuperar o peso perdido de modo rápido. Uma perda de peso saudável não deve fomentar uma perda de massa muscular, nem de líquidos, mas sim de gordura acumulada no corpo. Uma dieta saudável deve permitir que a pessoa se sinta preenchida depois de comer e não deixe de ingerir de modo definitivo os alimentos de que gosta. Uma dieta saudável não deve envolver grandes sacrifícios e deve tornar-se aprazível ao longo de todo a vida.
Antes de promover a dieta é importante consultar o seu médico, já que esta é uma dieta que promove uma restrição calórica. Pessoas que têm problemas de hipertensão, colesterol elevado ou diabetes não devem implementar este tipo de dietas.


Cardápio

O cardápio da dieta da USP deve ser implementado durante 15 dias, e o seu cardápio é o seguinte:


1º dia

Pequeno-almoço: Café preto com adoçante (sem açúcar)
Almoço: 2 ovos cozidos e ervas a seu gosto
Jantar: salada de alface com pepino e salsão a seu gosto e apetite


2º dia

Pequeno-almoço: Bolacha cream-crakers com café
Almoço: 1 bife com salada de frutas a seu gosto
Jantar: Presunto à sua vontade


3º dia

Pequeno-almoço: Biscoito cream-crakers co café
Almoço: 2 ovos cozidos, salada de vagem e 2 torradas
Jantar: salada e presunto


4º dia

Pequeno-almoço: Biscoito com café
Almoço: 1 ovo cozido, 1 cenoura e queijo minas à sua vontade
Jantar: Iogurte natural e salada de frutas


5º Dia

Pequeno-almoço: Café preto com cenoura crua espremida com limão
Almoço: Frango grelhado à sua vontade
Jantar: 2 ovos cozidos com cenoura


6º dia

Pequeno-almoço: Biscoito com café
Almoço: Filé de peixe com tomate à vontade
Jantar: 2 ovos cozidos com cenoura


7º dia

Pequeno-almoço: Café com limão.
Almoço: Bife grelhado e frutas à sua vontade.
Jantar: Pode comer o que desejar desde que não ingira bebidas alcoólicas e coma doces.


Depois da implementação da dieta

Depois de terminar o cardápio referido durante os 7 dias, deverá então reiniciar a 2º semana repetindo o mesmo cardápio. A partir do 15 º dia deverá voltar a introduzir uma alimentação saudável, associando-a a exercício físico. Só assim poderá manter um peso ajustado à sua fisionomia. Não se esqueça de que para não existir aumento de peso, as calorias que ingere diariamente não podem ser superiores às calorias que despende ao longo de cada dia.
Se tudo correr conforme as expectativas, devera´ter perdido 14 quilos, mas claro que esta perda de peso não será igual para todas as pessoas, já que a perda de peso dependerá sempre do excesso de peso de cada pessoa no inicio da implementação da dieta.


Dicas

  • As ervas referidas na ementa que são permitidas incluem alface, chicória e agrião.
  • Deve beber muita água ao longo do dia (1,5 litros).
  • Pode beber água, chá e café durante todo o dia.
  • A ementa não pode ser alterada, nem em termos de troca de alimentos, nem em termos de troca de horários ou dias.

Efeitos da dieta da USP


Esta dieta provoca uma diminuição dos níveis de açúcar e glicemia no sangue. Este é um fator que deve ser tido em conta por pessoas diabéticas, principalmente aquelas que necessitam de recorrer a medicação ou insulina.

Como qualquer dieta que promova uma pequena ingestão de hidrocarbonatos, esta dieta motiva alterações na quantidade de açúcar no sangue, pelo que, antes de iniciar este tipo de dietas, consulte o seu médico.

O principal objetivo da dieta é a promoção de perda de peso e gordura, pelo que, durante a sua implementação irá notar melhorias na pressão sanguínea e nos problemas digestivos e respiratórios.

Atendendo a que a dieta promove alteração da pressão arterial, se você estiver a tomar qualquer medicação para a hipertensão, deverá consultar o seu médico antes de iniciar esta dieta. Da mesma forma, pessoas que sofrem de problemas digestivos ou respiratórios também devem consultar o seu médico.

Qualquer dieta pode provocar efeitos secundários, e esta dieta não é uma exceção.
Estes efeitos secundários, apesar de não serem perigosos, devem ser considerados pelas pessoas que pretendem iniciar uma dieta restritiva. Estes efeitos secundários podem incluir tonturas, dor de cabeça, cansaço, náuseas, falta de força, azia e irritabilidade.
Existem também uma série de outros efeitos que podem ocorre especificamente nas mulheres, nomeadamente:
  • No decorrer da primeira semana de implementação da dieta, podem ocorrer alterações no ciclo menstrual. Este facto, é uma resposta do organismo a uma alteração da forma de alimentação. No entanto, depois da realização da dieta, a menstruação pode ocorrer com menos intensidade, provocar menos dores e diminuir outro tipo de problemas, devido ao facto de ter reduzido a ingestão de hidrocarbonatos.
  • Aparentemente, os efeitos secundários podem ser reduzidos através da ingestão de líquidos em quantidade adequada, o que permite uma boa hidratação do corpo, melhorar o seu sono e minimizar a sensação de fome. Os efeitos secundários podem durar entre 5 e 7 dias, mas normalmente não ultrapassam os 10 dias.


Vantagens da Dieta da USP


A dieta apresenta diversas vantagens. Estas incluem:

  • Perda de peso rápida. A premissa desta dieta refere a perda de 14 kg em 15 dias, mas isto vai depender da forma como o metabolismo de cada pessoa funciona e do peso que cada pessoa tem. Quanto mais peso tiver, maior a quantidade de peso que pode perder.
  • Ocorrência de menor retenção de líquidos, o que resultará em menos gases.
  • A perda de peso conseguida através da dieta pode ser permanente, desde que a pessoa passe a manter uma dieta apropriada e uma atividade física regular, fazendo com que as calorias ingeridas diariamente não ultrapassem as calorias gastas ao longo do dia. 
  • Este plano de alimentação que deve manter para o resto da vida, deve manter-se equilibrado, respeitando as quantidades de alimentos definidas por cada categoria da pirâmide dos alimentos.
  • Ajuda a regular o funcionamento do aparelho digestivo, permitindo que uma pessoa se possa apresentar menos inchada.
  • Trata-se de uma dieta que decorre num curto espaço de tempo e os seus seguidores não precisam de deixar de ingerir tudo aquilo de que gostam.
  • A pressão arterial pode melhorar; o que contribui de modo positivo para baixar os níveis de de pressão arterial.
  • As mulheres que se encontram no período menstrual, podem sentir-se mais confortáveis e sentir que os episódios de dores diminuem e ficam mais suaves.

Desvantagens da dieta da USP

Apesar desta dieta apresentar vantagens para alguns seguidores, convêm não esquecer e ter a consciência de que este tipo de dieta pode motivar alguns constrangimentos. Estes incluem:
  • O consumo de café e de chá deve de ser limitado, e não se deve usar açúcar (pode usar adoçante).
  • Podem ocorrer alterações nos níveis de ureia no sangue.
  • A ingestão de alimentos com gordura pode aumentar o nível de colesterol, e o consumo exagerado de proteínas pode causar sobrecarga nos rins.
  • Uma vez que esta dieta limita os hidrocarbonatos, os níveis de glicemia  e de glicose podem ficar reduzidos, razão pela qual, as pessoas com diabetes não devem seguir esta dieta.
  • Durante a dieta não se deve ingerir bebidas alcoólicas nem sumos com gás, devendo-se evitar os refrigerantes.


Um comentário:
Antunes disse...

Não será conveniente repetir muitas vezes a dieta. Esta apenas será admissível em casos pontuais. Depois deve-se introduzir uma dieta mais saudável

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL