domingo, 19 de fevereiro de 2017

Lábio leporino - Causas e tratamento de lábio leporino

Lábio leporino causas sintomas diagnóstico tratamento
Um lábio leporino é uma condição em que existe uma abertura (fenda) no lábio, sendo uma das desordens craniofaciais mais comuns.
Podem ocorrer três tipos de fissuras:
  • Fissura unilateral incompleta - Quando um lado do lábio tem uma lacuna, esta designa-se de fissura de lábio. Se a fissura unilateral não percorrer todo o caminho até ao nariz, designa-se lábio leporino unilateral incompleto.
  • Fissura unilateral completa - Se a fissura ocorrer num lado do lábio e percorrer todo o caminho até à base do nariz, ela é chamada de fenda labial unilateral completa.
  • Fissura bilateral - Quando ambos os lados do lábio apresentam uma lacuna que percorre o caminho até ao nariz, chama-se de lábio leporino bilateral completo.


Causas de lábio leporino

A cada ano, 1 em cada 700 recém-nascidos nasce com lábio leporino. Esta condição ocorre quando as partes que formam a boca não se juntam corretamente. Isto acontece muito cedo durante a gravidez, nas primeiras 4 a 12 semanas. A fissura no lábio pode ser causada por fatores genéticos ou ambientais.


Sintomas de lábio leporino

Normalmente, uma fenda no lábio é imediatamente identificável no momento do nascimento. Esta pode aparecer como:
  • Uma divisão no lábio e céu da boca (palato) que pode afetar um ou ambos os lados da face.
  • Uma divisão no lábio, que pode aparecer como um pequeno entalhe no lábio ou pode estender-se desde o bordo da gengiva e palato superior até à parte inferior do nariz.
  • A divisão no céu da boca, que não afeta a aparência do rosto.
  • Menos frequentemente, uma fissura ocorre apenas nos músculos do palato mole (palato fendido submucoso), que estão na parte de trás da boca e cobertos pelo revestimento da boca. Este tipo de fissura muitas vezes passa despercebida no nascimento e não pode ser diagnosticada até mais tarde, quando os sinais se desenvolvem.

Quando consultar um médico

Um lábio leporino e fenda palatina são geralmente notados no nascimento, e o seu médico pode começar a coordenar os cuidados necessários. Se o seu bebê tiver sinais e sintomas, marque uma consulta com o médico do seu filho.
Nós usamos os lábios para fazer muitas coisas, desde comer, beber e até falar. Pacientes com lábio leporino, podem ter problemas relacionados com:
  • Aparência
  • Discurso
  • Alimentação
  • Crescimento/desenvolvimento
  • Saúde dental

Tratamento de lábio leporino

Os lábios leporinos podem ser tratados com sucesso através de cirurgia. Cirurgiões e ortodontistas plásticos, em conjunto com os pais dos pacientes, podem escolher o melhor momento para a cirurgia. Na maioria dos casos, a fissura do lábio de um bebê será reparada nos primeiros 3 meses após o nascimento. O melhor momento para a cirurgia depende da saúde geral do paciente e da natureza do lábio leporino.
O tratamento típico e os planos de acompanhamento começam após o nascimento, com uma consulta neonatal.
O processo de tratamento começa com uma consulta para os novos pais, de modo a obterem apoio para os planos de diagnóstico, alimentação e tratamento.
No decorrer das 2 primeiras semanas deverá ocorrer uma avaliação ortodôntica.
Os ortodontistas avaliam a fissura, e se necessário, ajustam o bebê com um aparelho ortodôntico, que pode ajudar a reduzir o fosso entre os lábios e as gengivas, melhorando a simetria do nariz e minimizando a preocupação da cirurgia. Para bebês com "fissura bilateral" (diferença entre os 2 lados do lábio), um aparelho também pode trazer de volta a pequena porção central do lábio, e a gengiva forma-se de forma controlada. Porque o lábio e a gengiva ficam melhor posicionados, este procedimento simplifica a reparação cirúrgica.
Após 4 a 6 semanas, deverá promover-se uma consulta de cirurgia plástica, em que os cirurgiões avaliam a fissura e começam o planejamento para a cirurgia.
4 semanas antes da cirurgia deverá ocorrer uma consulta clínica de pré-admissão.
O anestesista deve garantir que o paciente está pronto para ser sujeito a anestesia e cirurgia. 3 a 4 meses após o nascimento, realizar-se-á a cirurgia, na qual os cirurgiões reparam a fenda do lábio. Posteriormente à cirurgia, torna-se necessário recorrer a diversas consultas de acompanhamento com especialistas que avaliarão o paciente.
Mais tarde, poderá haver necessidade de promover uma nova cirurgia para revisão.
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL