quinta-feira, 23 de março de 2017

Pancreatite aguda

Pancreatite aguda causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A pancreatite aguda é uma inflamação aguda do pâncreas.
O pâncreas é uma grande glândula localizada na parte superior do abdômen, atrás do estômago, que produz enzimas hormônios digestivos.
Na pancreatite, as enzimas que normalmente são liberadas no trato digestivo começam a danificar o próprio pâncreas. A glândula fica inchada e inflamada e um maior numero de enzimas são liberadas para os tecidos e sangue ao redor. Como resultado, a digestão diminui e torna-se dolorosa. Outras funções do corpo podem ficar afetadas. O pâncreas pode ficar permanentemente danificado e podem ocorrer cicatrizes, se os ataques forem graves, prolongados ou frequentes.
Não se sabe exactamente porque é que as enzimas começam a danificar o pâncreas, mas existem vários gatilhos conhecidos da pancreatite aguda.


Causas da pancreatite aguda

Uma das causas mais comuns de pancreatite aguda são os cálculos biliares. Os cálculos biliares que escapam da vesícula biliar podem bloquear o ducto pancreático. O ducto pancreático proporciona enzimas digestivas do pâncreas para o intestino delgado. Quando o ducto pancreático fica bloqueado, as enzimas não podem fluir adequadamente, podendo fazer um backup para o pâncreas, o que faz com que o pâncreas se torne inflamado.
A outra principal causa da pancreatite é o uso excessivo de álcool. A maioria das pessoas que bebem álcool nunca desenvolvem pancreatite. Mas certas pessoas irão desenvolver esta condição depois de beber grandes quantidades de álcool. O uso do álcool pode ocorrer ao longo de um período de tempo ou através de casos pontuais. O álcool combinado com o fumo aumentam o risco de pancreatite aguda.
Outra causa comum desta condição é uma complicação de um procedimento médico que é formulado através de um endoscópio. Este é um tubo flexível com uma pequena câmara e uma luz numa extremidade.
Outros fatores que por vezes podem causar pancreatite, incluem a utilização de uma ampla variedade de medicamentos, tais como:
  • Sulfas
  • Pílulas de água (hidroclorotiazida, outros)
  • Imunossupressores (azatioprina)
  • Medicamentos usados para tratar HIV
Outros fatores que podem causar uma condição aguda incluem:
  • Cirurgia abdominal
  • Trauma grave
  • Condições metabólicas, tais como níveis sanguíneos elevados de cálcio ou triglicerideos
  • Algumas infecções, tais como caxumba ou hepatite viral
Em muitos casos, a causa não pode ser encontrada.

Sintomas de pancreatite aguda

O sintoma mais comum da pancreatite aguda é a dor abdominal superior, que pode variar de tolerável a grave.
Geralmente, a dor ocorre no meio do corpo, apenas sob as costelas, mas por vezes é sentida em ambos os lados, esquerdo e direito. Esta dor pode sentir-se como uma constante perfuração e pode irradiar para as costas, flanco, peito ou abdômen inferior.
A dor pode atingir uma intensidade máxima com rapidez, geralmente dentro de 30 minutos. Na pancreatite induzida pelo álcool, a dor tende a começar um a três dias depois de uma bebedeira. Pode ser difícil encontrar uma posição confortável. Curvar-se ou deitar-se de lado pode reduzir a dor. Geralmente comer piora a dor.
Outros sintomas da pancreatite aguda incluem:


Diagnóstico para pancreatite aguda

O seu médico irá diagnosticar esta condição baseando-se em:
  • Sintomas
  • Exame físico
  • Algumas análises laboratoriais, onde, geralmente, os exames de sangue revelam altos níveis de duas enzimas pancreáticas
Nalguns casos, uma tomografia computadorizada pode ser realizada. A varredura pode identificar inchaço do pâncreas e acúmulo de líquido no abdômen.
A verificação também pode mostrar se você tem pseudocistos de pâncreas. Pseudocistos são bolsas de enzimas digestivas. Estes desenvolvem-se nalguns casos de pancreatite grave ou após ataques repetidos. As complicações graves podem ocorrer se os pseudocistos estourarem e as enzimas derramarem sobre tecidos vulneráveis.
Se houver suspeita de cálculos biliares, pode ser realizado um exame de ultrassom da vesícula biliar.

Tratamento para pancreatite aguda

Se você suspeitar que tem esta condição, não coma ou beba nada até que seja consultado por um médico. Alimentos e bebidas desencadeiam a libertação de enzimas do pâncreas, o que pode piorar a dor.
A maioria das pessoas que desenvolvem pancreatite são admitidas no hospital, sendo tratadas com analgésicos e fluidos intravenosos.
Você não poderá comer ou beber até que os sintomas comecem a melhorar. Na maioria dos casos, nada pode ser feito para acelerar a cicatrização ou encurtar um episódio. Se o episódio for prolongado e um paciente não puder comer por mais de uma semana, a alimentação ou nutrição podem ser administradas por via intravenosa.
Nalguns casos podem ser prescritos antibióticos. Estes irão ajudar a prevenir ou tratar a infecção no pâncreas ou tecidos circundantes. A maioria dos casos não precisa de quaisquer medicamentos adicionais.
Se você tiver um ataque de pancreatite causada por cálculos biliares, você pode precisar de uma CPRE. Durante o ensaio, o médico pode fazer um pequeno corte na abertura do ducto biliar para o tratamento de bloqueio atual ou futuro. Provavelmente, você será aconselhado a remover a sua vesícula biliar. Geralmente, isto é feito alguns dias ou semanas após o episódio de pancreatite desaparecer. A cirurgia imediata é tecnicamente mais difícil e pode piorar a condição.
Em casos raros, uma cirurgia pode ser necessária para:
  • Drenar um pseudocisto
  • Tratar um abscesso
  • Parar o sangramento


Prevenção de pancreatite aguda


Evitar o uso excessivo de álcool vai ajudar a prevenir a pancreatite. Qualquer pessoa que já teve um episódio de pancreatite causada pelo álcool deve parar de beber completamente. Isto é crucial para prevenir que a condição possa voltar ou tornar-se crônica.

A maioria dos primeiros episódios de pancreatite aguda que não estão relacionados com o uso de álcool não podem ser impedidos. No entanto, a promoção de medidas para prevenir cálculos biliares podem ajudar a prevenir uma condição relacionada com o cálculo biliar. Para ajudar a evitar cálculos biliares, mantenha um peso normal e evite uma rápida perda de peso.

Geralmente, se a causa forem os cálculos biliares, uma cirurgia será recomendada para prevenir futuros ataques. Quando um medicamento é a causa provável da pancreatite, este deverá ser interrompido, se possível.


ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL